João Pessoa
Feed de Notícias

Maranhão diz que parceria com HU consolida a rede cardiológica da PB

terça-feira, 20 de outubro de 2009 - 15:28 - Fotos: 
Uma parceria firmada entre o Governo do Estado e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que permite contribuir para o melhor atendimento do Hospital Universitário Lauro Wanderley a paciente cardiopatas, está consolidando a ampliação da Rede de Cardiologia da Paraíba. Os dois primeiros cardiopatas operados em uma semana, um adolescente de 15 anos e uma jovem de 23 anos, foram visitados na manhã desta terça-feira (20) pelo governador José Maranhão, em companhia do secretário de Saúde, José Maria de França, e do reitor Rômulo Polari.

Ao chegar ao HU, o governador foi recebido pela equipe médica que fez o procedimento cirúrgico e é chefiada pelo médico Maurílio Onofre, além da diretora substituta do hospital, Gerlana Henriques. “A parceria não é apenas uma experiência, mas um referencial, já que a Paraíba agora vai se situar melhor no campo da cirurgia cardiológica. As coisas já estão acontecendo. E estamos muito felizes e somente temos que agradecer ao parceiro maior, que é a UFPB”, comentou José Maranhão.

Os pacientes que foram submetidos à cirurgia e estão tendo um pós-operatório tranquilo, são Francisco de Assis Alves, de 15 anos, operado na semana passada, e Silvana Severina da Silva, de 23 anos, que sofreu a intervenção na segunda-feira (19).

Estruturação – O secretário José Maria de França acha que o Governo do Estado deu um grande passo na estruturação da Rede de Cardiologia e a parceria com a UFPB foi essencial, porque o HU já tinha o espaço físico. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) disponibilizou um grupo de especialistas que se juntou à equipe do HU, além de possibilitar a aquisição de equipamentos e instrumentos indispensáveis para a realização das operações.

O secretário informou que o Complexo Arlinda Marques, mantido pelo Governo do Estado, é uma referência em cardiologia infantil desde o dia 13 de agosto passado, tendo realizado 13 cirurgias até agora. A proposta é aumentar o número de leitos e realizar procedimentos de alta complexidade. “Queremos dentro de um ano estar realizando todos os tipos de cirurgias cardíacas na Paraíba”, previu.

Importância – O reitor da UFPB, Rômulo Polari (foto abaixo), destacou que a parceria com Governo do Estado chega em boa hora e por isso é de grande importância, pois está de acordo com aquilo que a instituição pensa para o Hospital Universitário. “Temos uma transformar o HU num hospital de alta complexidade, o que requer altos investimentos e quadro de pessoal especializado e competente. Tivemos dificuldades de iniciar esse trabalho com brevidade, mas agora estamos conseguindo”, comentou.

Para o chefe da equipe de Cardiologia, médico Maurílio Onofre, as duas cirurgias realizadas no HU foram bem sucedidas e os pacientes estão se recuperando muito bem. Francisco Alves e Silvana da Silva sofriam de cardiopatia congênita. O hospital tem condições de realizar quatro operações toda semana. Mais uma está marcada para esta quarta-feira (21).

José Nunes, com fotos de Mano de Carvalho, da Secom-PB