Fale Conosco

10 de julho de 2009

Maranhão destaca propostas para redução de desigualdades regionais



O governador José Maranhão considerou positivos os resultados finais do XI Fórum dos Governadores do Nordeste realizado nesta sexta-feira (10), em João Pessoa, quando foram discutidos temas de interesse dos estados, a exemplo de mais recursos para obras que reduzam as desigualdades regionais.

Maranhão acha que se avançou nas discussões em favor da resolução dos problemas da região, mas não espera soluções imediatas para as reivindicações apresentadas. “Discutimos muitos pontos importantes relacionados à problemática administrativa da Paraíba e do Nordeste no encontro”, afirmou.

Segundo ele, as questões mais importantes da região foram abordadas e de forma pertinente, além dos ministros presentes ao evento ouvirem os apelos dos governadores e apresentarem as contrapropostas. Acha que somente a médio e longo prazos será possível começar a obter os resultados desejados.

Copa de 2014 – Maranhão acredita que a Paraíba poderá tirar proveitos da realização da Copa do Mundo em 2014, com os investimentos a serem aplicados na realização de obras de infraestrutura, mesmo não sediando os jogos. Lembrou que foi sugerida a utilização dos espaços hoteleiros, culturais e esportivos paraibanos para abrigar atletas e turistas.

“Conseguimos que os ministros do Turismo e do Esporte se comprometessem em inserir nosso Estado neste contexto, mesmo não sediando nenhuma partida de futebol. Ficou claro que dentro das dimensões de um evento esportivo internacional, a cidade mais próxima, como é o caso de João Pessoa, que fica entre Pernambuco e Rio Grande do Norte, vai ter muita participação importante no que diz respeito a treinamento dos atletas e hospedagem”, comentou. Lembrou que os dois ministros demonstraram o interesse Governo Federal em fazer investimentos para também contemplar a Paraíba nesses aspectos.

Outro assunto lembrado pelo governador Maranhão foi com respeito à questão orçamentária do Fundo de Participação dos Estados (FPE), pois considera que ainda falta avançar nas discussões. “Aprovamos algumas moções visando melhorar a funcionamento desse Fundo. Há muitos pontos que os governadores exigem uma modificação para torná-lo mais eficiente e mais acessível aos Estados”, disse.

José Nunes, com fotos de Antonio David, da Secom-PB