João Pessoa
Feed de Notícias

Maranhão consegue apoio da CBF para que a PB receba as seleções

quarta-feira, 28 de abril de 2010 - 08:23 - Fotos: 

Um grande passo foi dado pelo governador José Maranhão, nesta terça-feira (27), para fazer da Paraíba um dos estados capazes de receber seleções que vão disputar a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Em reunião com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, na sede da entidade, no Rio de Janeiro, Maranhão inseriu de vez a Paraíba na divisão, como chamou, do "bolo" entre os estados que terão o privilégio de receber seleções que disputarão a Copa do Mundo daquele ano. Teixeira garantiu ao governador que a Paraíba está muito bem cotada para alcançar este objetivo, principalmente por estar situada numa região estrategicamente posicionada entre Pernambuco e Rio Grande do Norte, estados-sede da Copa.
           
O prazo final para os estados que querem receber seleções que disputarão a Copa do Mundo de 2014 se inscreverem é nesta sexta-feira, 30 de abril. A Paraíba será um dos estados que vai se candidatar para alcançar este objetivo. O Governo tem até dezembro de 2013 para apresentar um projeto aos organizadores da Copa do Mundo de 2014. Nesta data é quando serão sorteados os grupos com as seleções que participarão do evento. A Paraíba apresentará em seu projeto três sugestões de cidades que poderão receber as seleções da Copa: João Pessoa, Campina Grande e Conde.
           
O presidente da CBF lembrou que na Copa existirão doze sedes, mas outras cidades poderão receber, também, as seleções do torneio. Ele disse que as exigências vão ser enviadas aos governos de todos os estados do país. Para Ricardo Teixeira, a reivindicação de Maranhão é importante. "Recebendo as seleções da Copa, a Paraíba estará falando para o mundo. Haverá propaganda em todas as partes do mundo em torno do estado, o que pode incentivar a parte turística", observou, lembrando que só na última Copa da Alemanha foram credenciados 18 mil para cobrir o evento.
            
Para 2014, a expectativa é de que cerca de 30 bilhões de pessoas assistirão a Copa em todo o mundo. Teixeira foi enfático ao falar sobre as chances do estado: "A Paraíba vai ser usada necessariamente, por conta, principalmente, da sua localização".
           
Já o governador José Maranhão saiu satisfeito do encontro com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Maranhão frisou que nem o presidente da CBF pode dar a resposta de imediato, pois isso depende da Fifa. "Mas pela sua posição geográfica, creio que a Paraíba tem grandes chances. Afinal, é mais fácil deslocar uma equipe de Recife ou Natal para João Pessoa ou Campina Grande do que para Fortaleza", acrescentou.
         
"Por tudo que ouvi até agora, acho que a Paraíba terá posição significativa neste evento. Vim atrás de encontrar a colaboração de um aliado e foi isso que encontrei em Ricardo Teixeira". Maranhão destacou a rede hoteleira do estado, com 12 mil leitos, as rodovias estruturadas, como as BRs-230 e 101, e o Pólo Turístico Cabo Branco como exemplos que enfatizam o potencial do estado para alcançar o pleito. "Mas o nosso maior produto para alcançar este objetivo é o povo paraibano, que é sempre muito forte e acolhedor".
          
Ele disse que foi ao Rio de Janeiro para dizer que a Paraíba está disposta a fazer o dever de casa para atender os pré-requisitos necessários para que possa receber seleções que disputarão a Copa de 2014. "Temos belezas naturais, estamos próximos a Recife e Natal, temos o ponto mais oriental das Américas, portanto, estamos mais pertos da Europa, e temos um povo maravilhoso que sabe receber bem".
         
O secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Weick, que acompanhou o governador no encontro com Ricardo Teixeira, lamentou a chance que a Paraíba perdeu de sediar jogos da Copa do Mundo, mas destacou a posição do governador José Maranhão em inserir o estado na briga para receber seleções mundiais.
         
Além de Weick, acompanharam o governador José Maranhão no encontro com Ricardo Teixeira, o vice-governador, Luciano Cartaxo, a secretária de Comunicação, Lena Guimarães; o secretário de Esportes, Cristiano Zenaide, o secretário de Articulação Governamental, Anselmo Castilho, e jornalistas de diversos veículos de comunicação da Paraíba.