João Pessoa
Feed de Notícias

Maranhão autoriza conclusão dos hospitais de Itabaiana e Queimadas

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010 - 17:54 - Fotos: 

Nesta sexta-feira (15), o governador José Maranhão deu mais uma demonstração de que a saúde é prioridade na sua administração, ao assinar as ordens de serviço para a conclusão de mais dois hospitais do Estado: o Regional de Itabaiana e o Distrital de Queimadas, num investimento superior a R$ 13 milhões. As unidades tiveram as obras iniciadas em 2001, foram até inauguradas no governo passado, porém não chegaram a ser concluídas. “O governo tem obrigação de respeitar o povo. É dever fundamental de quem está no governo realizar obras que o povo precisa para ter uma vida melhor”, ressaltou.

Pela manhã, foi assinada a ordem de serviço do Hospital Regional de Itabaiana, onde serão investidos mais de R$ 7 milhões, sendo R$ 2.052.811,26 na obra e R$ 4.976.278,12 na compra dos equipamentos. À tarde, o governador autorizou o início das obras de recuperação do Hospital Estadual Dr. Patrício Leal, no município de Queimadas, orçadas em R$ 614.526,67, mais 5.466.622,83, somando R$ 6.081.149,50.

Em seu pronunciamento, o governador José Maranhão destacou que a Constituição determina a aplicação de 12% da Receita Corrente Líquida dos Estados na saúde, mas sua administração optou por investir 13%, a fim de poder realizar obras como essas, que vão oferecer uma melhor assistência às populações que são obrigadas a se deslocar até os grandes centros para serem atendidas.

“Se o governo anterior tivesse respeitado à Constituição, certamente não estaríamos hoje aqui”, observou Maranhão, ao comentar que durante seis anos a Paraíba não viu nenhum hospital ser inaugurado. “Nesse mesmo período, eu construí 33 hospitais, que infelizmente não foram concluídos”, disse, lembrando que está concluindo o Hospital de Trauma de Campina Grande.

Ainda em seu pronunciamento, o governador salientou que em menos de um ano que está à frente da administração estadual já conseguiu transformar todas as regiões do Estado num canteiro de obras, “mas durante seis anos, a Paraíba foi simplesmente um cemitério de obras”.

O ex-prefeito de Itabaiana, Antônio Carlos de Melo, manifestou sua satisfação pela obra que o município vai ganhar em breve, observando que Maranhão, com suas ações e obras, vem se transformando num pagador de promessas dos outros. “Não são ações de marketing, são ações cumpridas”, afirmou. Já o deputado Trócolli Júnior comentou que José Maranhão é um homem de execução. “São de 12 a 15 horas de trabalho para recuperar o Estado, que até pouco tempo não tinha acesso às verbas federais”, disse.

O deputado Marcondes Gadelha, por sua vez, comentou que, com a assinatura das ordens de serviço para conclusão das obras dos hospitais de Itabaiana e Queimadas, estava sendo antecipada uma ação marcada para o “dia de são nunca”. Ele destacou a importância das obras, argumentando que elas vão reduzir a denominada “ambulancioterapia” e restabelecer a dignidade no atendimento à saúde da população.

Para o deputado federal Wilson Santiago, a conclusão dos hospitais representa os anseios e os desejos das populações mais carentes das regiões de Itabaiana e de Queimadas, enquanto os deputados Gervásio Maia e Manoel Júnior ressaltaram que o governador José Maranhão está mudando a saúde do Estado aplicando os recursos com respeito, dedicação e honestidade.

A prefeita de Itabaiana, Eurídice Moreira (dona Dida), fez questão de manifestar seu apoio ao governador José Maranhão, independente de cor partidária e agradeceu pela conclusão das obras do hospital. “Nosso povo precisa de cuidados médicos”, disse.

OS HOSPITAIS
O Hospital Regional de Itabaiana vai beneficiar uma população de 25.463 habitantes do município, além dos moradores de 13 cidades circunvizinhas: Caldas Brandão, Gurinhém, Ingá, Itabaiana, Itatuba, Juarez Távora, Juripiranga, Mogeiro, Pedras de Fogo, Pilar, Riachão do Bacamarte, Salgado de São Félix, São José dos Ramos, São Miguel de Taipú.

Segundo o secretário da Saúde, José Maria de França, a previsão é que o Hospital de Itabaiana absorva mais de 200 profissionais e funcione com 48 leitos, sendo seis para observação, 36 para internação, dois para isolamento e quatro para pré-parto. A cobertura de internação atenderá, em média, 4.080 usuários do Sistema Único de Saúde, por ano. Além disso, o hospital oferecerá consultas de urgência, em traumatologia, em clínica médica, ginecologia, obstetrícia e pediatria.

Já o Hospital de Queimadas atenderá uma população de 40.321 habitantes da cidade e mais os moradores de 12 municípios no Cariri paraibano: Aroeiras, Alcantil, Barra de São Miguel, Barra de Santana, Boqueirão, Cabaceiras, Caturité, Gado Bravo, Queimadas, Riacho de Santo Antônio, Santa Cecília, São Domingos do Cariri, Natuba.
 

Cleane Costa, com fotos de Mano de Carvalho, da Secom