Fale Conosco

9 de junho de 2009

Maranhão anuncia campus da UEPB para a cidade de Araruna



A região do Curimataú paraibano vai ganhar um campus da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Os jovens da região deverão ter duas opções de cursos: Gastronomia e Segurança Alimentar e Odontologia. É o que propõe a universidade. O novo campus da UEPB será instalado na cidade de Araruna. A boa notícia foi anunciada pelo governador José Maranhão e pela reitora Marlene Alves na manhã desta terça-feira (9), em seu programa semanal de rádio “Palavra do Governador”.

Maranhão afirmou que o campus deveria ter sido implantado há seis anos. Em 2002 o governador concluiu a construção de um prédio moderno, com instalações adequadas para o funcionamento do campus. Lamentavelmente, o governo passado não providenciou sua implantação. O governador José Maranhão lembrou que o curso de Gastronomia também será um atrativo para o setor turístico. Na área de hotelaria, passará a contratar os profissionais ali formados. 

A reitora da UEPB, professora Marlene Alves, a convite do governador Maranhão, participou do programa “Palavra do Governador” e, entusiasmada, declarou que a Universidade Estadual tem o prazer de levar o ensino superior para a juventude paraibana, principalmente em regiões onde os jovens não têm condições de cursar faculdade nos grandes centros, como João Pessoa e Campina Grande.

O curso de Gastronomia e Segurança Alimentar vai atrair estudantes de todo o Brasil, porque será um dos poucos em universidade pública. Araruna se tornará um centro de referência em gastronomia com ênfase na culinária regional, porém, o curso será de padrão internacional. Marlene Alves fez questão de explicar que a UEPB é autônoma, mas, é o Estado da Paraíba quem financia a universidade e por isso a discussão de seus projetos, inclusive sua expansão, acontece com o governador do Estado.

A reitora ressaltou que a decisão da UEPB de se expandir, tem uma relação muito próxima com a determinação do governador. “É uma posição em que a universidade sente-se honrada em contribuir com esse desenvolvimento”, afirmou Marlene Alves, destacando que o acesso ao ensino superior vai contribuir para que o jovem melhore de vida e a própria região seguramente se desenvolverá com a presença da universidade.

Na semana passada o secretário da Educação do Estado, Sales Gaudêncio, a prefeita de Araruna Wilma Maranhão, e a reitora Marlene Alves visitaram o prédio onde funcionará o novo campus da UEPB. A reitora avaliou que será uma das melhores estruturas físicas dos campi no interior e que Araruna se transformará numa cidade universitária com cerca de mil jovens morando ou circulando nela e na região, o que mudará seu aspecto econômico e cultural com o deslocamento de recursos de custeio, de folha de pagamento dos professores e funcionários da universidade.

O fator mais importante, segundo a reitora, é o desenvolvimento humano, que não tem preço, ofertando aos jovens cursos que poderão empregá-los na Paraíba ou em qualquer Estado brasileiro. “Tenho dito, governador, que o maior investimento que um governante pode levar para uma cidade, para uma região é a educação”, comemorou a reitora, complementando que a Araruna será referência no País em formação superior na área de Gastronomia e Segurança Alimentar.

A UEPB tem hoje sete campi: Campina Grande, Lagoa Seca, João Pessoa, Patos, Guarabira, Monteiro e Catolé do Rocha. O campus de Araruna será o oitavo.Localizada no Curimataú Oriental, Araruna fica a 219,3 quilômetros de João Pessoa e sua população hoje é de 19 mil habitantes. Limita-se com os municípios de Campo de Santana, Riachão, Solânea, Cacimba de Dentro e faz divisa com o Rio Grande do Norte.

Josélio Carneiro, da Secom