Fale Conosco

5 de junho de 2009

Maranhão abre Salão do Artesanato e garante mais apoio ao setor na PB



Com a participação de 4.199 artesãos de 96 municípios do Estado, foi aberto na noite desta sexta-feira (5) pelo governador José Maranhão, o 10º Salão do Artesanato Paraibano, que acontece em Campina Grande até o dia 28 deste mês. O chefe do Executivo estava acompanhado do vice-governador Luciano Cartaxo, o senador Roberto Cavalcanti, o prefeito da cidade Veneziano Vital do Rego, deputados, vereadores e auxiliares do governo.

Na ocasião, o governador ressaltou a qualidade dos trabalhos e importância econômica do artesanato da Paraíba, que considera como um dos mais perfeitos de todo o País por sua identificação cultural com o povo. Ele também garantiu o apoio do Governo do Estado para os artesãos e artesãs paraibanos continuarem com suas atividades.

Sobre a atividade artesanal, o governador considerou ser uma fonte de renda e de trabalho para muitas famílias, além de promover a divulgação artística do Estado. “O artesanato como se faz na Paraíba é uma manifestação de arte da maior valia”, disse.

Maranhão explicou que a realização do 10º Salão representa um compromisso de sua gestão para com esse segmento produtivo da Paraíba, que são os artesãos, e com a arte popular. “Arte que nasce do espírito, que nasce da criatividade dos nossos artesãos”, comentou.

O evento é uma iniciativa do Governo do Estado e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas na Paraíba (Sebrae-PB), com o apoio do Banco do Brasil, Eletrobras, da Caixa Econômica Federal e da Campina Autoshopping. Este ano, a mostra homenageia o grupo de louceiras de Cajazeiras denominado ‘Loiça’, que trabalha com a tipologia barro e tem como diferencial a cerâmica bordada. O tema do Salão é ‘Mãos no Barro’.

Avaliações – Já o prefeito Veneziano Vital do Rego, de Campina Grande, disse que o evento é uma das muitas atrações que estão sendo mostradas durante o ‘Maior São João do Mundo’, que acontece durante este mês. “O artesanato da Paraíba está se enriquecendo ainda mais com a gestão do governador José Maranhão”, disse.
Na avaliação do presidente do Sebrae-PB, Julio Rafael, o Salão demonstra “a sensibilidade de homens públicos para um segmento como este, que proporciona muitas oportunidades de geração de renda e empregos”.

A presidente de honra Programa do Artesanato Paraibano, Sandra Moura, lembrou que alguns artesãos ajudaram na organização do Salão, “o que demonstra como eles acreditam na importância do evento que reuniu dezenas de artistas”. Já a artesã Isabel Muniz falou em nome dos expositores, destacando que “agora todos estão com sua auto-estima elevada”.

Convênios – O governador José Maranhão assinou três convênios com instituições filantrópicas de Campina Grande, que prestam assistência a crianças e na área da educação, totalizando R$ 1,2 milhões, durante visita à cidade nesta sexta-feira (5). Ao final da tarde, ele considerou positiva sua presença na cidade, a começar por sua participação nas comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, quando firmou um pacto de preservação dos recursos naturais com 60 prefeitos, envolvendo também o Governo Federal.

Depois de visitar a área onde serão construídas as sedes da Superintendência e da 2ª Delegacia de Polícia Civil, ele foi até a Escola Técnica Redentorista para assinar convênio no valor de R$ 950 mil destinados à formação técnica de 263 estudantes em diversas áreas. Lá, foi recepcionado pelo padre Cristiano Joosten.

Também esteve na Casa da Criança Dr. João Moura, onde vivem 170 crianças, para firmar convênio do valor de R$ 126 mil, sendo recepcionado pela diretora Maria de Lourdes Maia, conhecida como Irmã Aldete do Menino Jesus.

Em outra visita, desta vez no Instituto São Vicente de Paulo, Maranhão assinou outros acordos de parceria que garantem a transferência de recursos da ordem de R$ 126 mil para atender 350 crianças e 74 idosos recolhidos nas ruas da cidade. Em todas as três instituições, o governador visitou suas dependências e conversou com dirigentes e funcionários.

José Nunes, com fotos de Antônio David, da Secom