João Pessoa
Feed de Notícias

Mais um curso profissionalizante é concluído nas unidades penais

segunda-feira, 13 de agosto de 2012 - 09:02 - Fotos:  Secom-PB

Vinte detentos da Penitenciária de Segurança Máxima Criminalista Geraldo Beltrão, em João Pessoa, concluíram as atividades do Curso Básico de Cozinha. A capacitação teve duração de dez dias e foi oferecida pela Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), com apoio da Fecomércio e Senac. Na solenidade de encerramento, foi oferecido um jantar para representantes da gerência de ressocialização da Seap, agentes penitenciários da unidade e diretores de outros presídios.

O diretor da Máxima, João Sitônio, lembrou que esse é o segundo curso de culinária realizado no presídio. No primeiro, de Doces e Salgados o saldo foi positivo. Dois alunos do regime semi-aberto conseguiram emprego e hoje atuam na área. “Espero que dessa turma também saiam ótimos profissionais, eles estão de parabéns, já que nenhum deles desistiu do curso e nos pavilhões os elogios pela nova comida são diários”, concluiu.

A gerente de ressocialização da Seap, Ziza Maia, destacou que o sistema penitenciário deve cumprir o seu papel social e que, além de servir para que as pessoas cumpram suas dívidas com a Lei, é obrigação do Estado oferecer ferramentas para que essas pessoas possam ser reintegradas à sociedade, através da profissionalização.

No mês passado, foi realizado o Curso de Pizza na Penitenciária Feminina Júlia Maranhão, na Capital. No Presídio Feminino de Patos, já foi concluído o Curso de Corte e Costura. Os apenados do Presídio Regional de Guarabira estão participando, com a equipe do Senac, do Curso de Instalação Hidrossanitária, que vai formar 32 alunos. Na Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, o curso em andamento é o de Computação Básica.

A expectativa da Gerência de Ressocialização da Seap é que, até o final do ano, mais cursos profissionalizantes sejam promovidos em vários presídios do Estado. Entre eles, estão os de Instalador elétrico residencial, Confecção de bolas de couro, Pedreiro, Mecânica e Manutenção de motocicletas, Doces e salgados, Embelezamento das mãos e dos pés e Informática básica. Ao todo, cerca de 700 apenados e familiares serão profissionalizados e irão receber o diploma do Senac-PB.