Fale Conosco

12 de dezembro de 2016

Mais de 90 socioeducandos da Fundac participam do Enem para pessoas privadas de liberdade



O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para jovens e adolescentes privados de liberdade (PPL) será realizado nesta terça (13) e quarta-feira (14) em todo o Brasil. Este ano, a Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” – Fundac inscreveu e preparou 98 socioeducandos para o exame em todo o Estado.

Segundo a coordenadora do eixo Educação da Fundac, Luciman Lima, há exatamente seis anos a Fundac possibilita aos socioeducandos o direito de participar do Exame e até o momento, o número de inscritos só vem aumentando. “O Enem PPL é uma conquista de fundamental importância para socioeducação do estado da Paraíba. É um direito garantido por lei que é plenamente efetivado por nós, que fazemos a Fundação”, disse Luciman.

“O interesse de 98 internos pelo Enem PPL é expressivo e estimulante, inclusive alguns deles estão fazendo por experiência. É um indicativo de mudança de rumo e uma grande esperança, pois sabemos o poder transformador da educação”, falou Noaldo Meireles, presidente da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente.

Dos 98 socioeducandos da Fundc, que farão as provas do Enem PPL, 35 são do Centro Educacional do Jovem, 20 do Centro Socioeducativo Edson Mota,  nove da Casa Educativa, 14 do Centro Educacional do Adolescente (Sousa), e 20 do Lar do Garoto (Lagoa Seca). As provas serão realizadas na própria unidade socioeducativa onde os jovens cumprem medidas.

Para que os socioeducandos estivessem aptos para a realização do Enem, o eixo Educação, em parceria com as direções das unidades, realizou aulões específicos para o exame. Na ocasião, os jovens e adolescentes aprenderam o manuseio e preenchimento da prova e executaram questões voltadas tanto para a área de exatas, quanto de humanas.

O Enem PPL, além de proporcionar o ingresso do socioeducando da Fundac nas universidades, visa também certificar quanto ao nível médio de ensino, assim como o Exame Supletivo para Jovens e Adultos (Enseja) possibilita a certificação do ensino fundamental.

Ainda segundo Luciman Lima, o Enem PPL para socioeducandos não é destinado apenas aos internos que estão com o ensino médio concluso, mas também a todos que se interessarem em realizar as provas, mesmo que por experiência. “Em 2015, a Fundac teve aprovação de sete internos do Lar do Garoto, unidade de internação no município de Lagoa Seca. Um deles em terceiro lugar para o curso de Engenharia da Computação”, acrescentou Luciman.