Fale Conosco

11 de novembro de 2014

Mais de 36 mil meninas recebem segunda dose da vacina HPV na Paraíba



A segunda dose da vacinação contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), um dos causadores do câncer do colo de útero, começou a ser aplicada em meninas de 11 a 13 anos, desde o dia 1º de setembro em todo país, e deve ser tomada como continuidade da primeira dose, iniciada no dia 10 de março. Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), 36.241 meninas receberam a segunda dose, o que equivale a 36,44% do total no Estado.

Para a primeira dose de HPV, o Estado ultrapassou a meta, alcançando 95,40% de meninas vacinadas. O Brasil tem, atualmente, 45% da meta atingida, para um grupo formado por 4,9 milhões de adolescentes.

Isto significa dizer que a Paraíba está caminhando para o alcance da meta de 80% na mesma proporção do país e dos estados vizinhos. A vacinação é feita em postos de saúde, e em alguns municípios também acontece nas escolas”, disse o enfermeiro do Núcleo de Imunização, da SES, Edson Lira.

Para garantir a prevenção contra a doença é preciso seguir o calendário de vacinação e tomar todas as doses previstas: a segunda seis meses depois da primeira, e a terceira, de reforço, cinco anos depois.

O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para o filho no momento do parto.

PREVENÇÃO - Tomar a vacina na adolescência é o primeiro de uma série de cuidados que a mulher deve adotar para a prevenção do HPV e do câncer do colo do útero. No entanto, a imunização não substitui a realização do exame preventivo e nem o uso do preservativo nas relações sexuais. 

SEGURANÇA - Atualmente, a vacina contra HPV é utilizada como estratégia de saúde pública em mais de 50 países, por meio de programas nacionais de imunização. Estimativas indicam que, até 2013, foram aplicadas cerca de 175 milhões de doses em todo o mundo. A sua segurança é reforçada pelo Conselho Consultivo Global sobre Segurança de Vacinas da Organização Mundial de Saúde (OMS).