João Pessoa
Feed de Notícias

Mais de 350 mil não tomaram a vacina contra a H1N1 e só 44% dos idosos estão vacinados contra gripe

terça-feira, 18 de maio de 2010 - 13:53 - Fotos: 
A Secretaria de Estado da Saúde (SES) lembra à população paraibana que esta é a última semana da campanha de vacinação contra a influenza. Na Paraíba, foram vacinadas, até o final da manhã desta segunda-feira (17), 1.127.818 pessoas contra a influenza pandêmica H1N1, das 1.750.172 que fazem parte dos grupos prioritários. Já a cobertura vacinal contra a gripe comum nos idosos chegou a 44,89% dos 410.140 que devem ser imunizados no Estado. Os dados são do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).

O coordenador de imunização da SES, Walter Albuquerque, chama a atenção das pessoas na faixa etária entre 20 a 39 anos que devem se vacinar contra a gripe pandêmica. “Este grupo é o que tem se vacinado menos. Por conta desta faixa etária, estamos na 11ª posição no ranking nacional de vacinação contra H1N1. É preciso que estas pessoas se imunizem, porque a doença é grave e pode levar à morte”, alertou.

A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é imunizar, pelo menos 80% da população-alvo para a vacinação contra os dois vírus.  A campanha teve início no dia 8 de março e termina na próxima sexta-feira (21). A vacina está sendo aplicada em todos os 1.007 postos do Estado da Paraíba. Segundo Walter Albuquerque, não há restrições para a vacinação contra a gripe pandêmica, exceto quando houver casos de febre, infecção grave ou para quem tem alergia ao ovo da galinha.

O Ministério da Saúde escolheu como grupos prioritários para tomar a vacina contra o vírus H1N1 os indígenas, profissionais da saúde, gestantes, doentes crônicos (incluindo idosos), crianças de 6 meses a 2 anos de idade e jovens e adultos entre 20 a 39 anos. Desses grupos, atingiram 100% de cobertura vacinal os indígenas, profissionais da saúde, portadores de doenças crônicas com mais de 60 anos e as crianças.  

Gripe comum – Menos da metade das pessoas com 60 anos ou mais ainda não se vacinaram contra a gripe comum. Para o coordenador de imunização, Walter Albuquerque, alguns idosos estão tomando a vacina H1N1 e pensando que ficam imunizados da gripe comum. “Tem gente achando que a H1N1 imuniza contra a influenza comum, mas isso não é verdade. Tem que tomar as duas vacinas para se proteger contra as duas doenças”, explicou.

Da Assessoria de Imprensa da SES-PB