Fale Conosco

7 de junho de 2017

Mais de 200 jovens privados de liberdade participam das Olimpíadas de Matemática



Mais de 200 internos de unidades socioeducativas na Paraíba participaram de prova da 1ª fase da Olimpíada Brasileira de Matemática realizada nessa terça-feira (6). Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia, Informações e Comunicações 18,2 milhões de alunos brasileiros participaram do certame. Este ano, um recorde de 53.230 escolas se inscreveram para a 13ª edição da Obmep alcançando 99,6% dos municípios do país.

Na Paraíba foram 238 inscritos para esta primeira fase sendo 63 no Centro Educacional do Jovem (CEJ), 98 no Centro Socioeducativo Edson Mota (CSE), 22 na Casa Educativa (feminina) e 55 no Lar do Garoto Padre Otávio Santos, em Lagoa Seca. As provas foram diferenciadas em três níveis, de acordo com o grau de escolaridade: 6º ou 7º ano do ensino fundamental; 8º ou 9º ano do ensino fundamental; e ensino médio. Cada uma teve 20 questões de múltipla escolha, e os alunos classificados nessa etapa farão a segunda fase, discursiva, marcada para 16 de setembro, de acordo com o ministério.

O coordenador-geral da Olimpíada, Cláudio Landim, disse que “a prova da Obmep não mede conhecimento, mas habilidade e raciocínio”. De acordo com ele, o exame tem o objetivo de aumentar a qualidade do ensino da matemática no país por meio da formação de professores e alunos. Criada em 2005, a Olimpíada de Matemática é uma realização do Impa com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e promovida com recursos dos ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e da Educação.