João Pessoa
Feed de Notícias

Mais de 18,2 mil profissionais da educação recebem 14º salário

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012 - 17:38 - Fotos:  José Marques / Secom-PB

Mais de 18,2 mil profissionais da educação da rede estadual de ensino receberão nesta terça-feira (18) o 14º salário. Desse total, 754 professores também receberão o 15º salário. A premiação foi anunciada pelo governador Ricardo Coutinho, nesta segunda-feira (17), durante solenidade no Teatro de Arena do Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa.

Esta é a 2ª Edição dos Prêmios “Escola de Valor” e “Mestres da Educação”, cujos recursos a serem pagos somam R$ 20.806.271,81.

Os Prêmios “Escola de Valor” e “Mestres da Educação” integram o Plano de Gestão ‘Paraíba faz Educação’.  O total de profissionais da educação premiados é 18.204.  Este ano, todas as 805 escolas da rede estadual de ensino foram inscritas no Prêmio Escola de Valor. Das 362 aptas a concorrer ao prêmio, 290 foram aprovadas e garantiram o 14º salário a 16.345 profissionais da educação.

Dos 2.562 professores inscritos, foram considerados aptos 1.542 e desses 1.105 em efetivo exercício da função tiveram seus trabalhos aprovados e conquistaram o 14º salário. Um total de 754 professores e professoras também receberão o seu 15º salário por estarem lotados em escolas contempladas com o Prêmio Escola de Valor.

Qualidade do ensino – O governador Ricardo Coutinho destacou os vários programas que estão sendo desenvolvidos com o objetivo de melhorar a qualidade do ensino da rede estadual. “A qualidade do ensino melhora com estímulos ao professor e um desses incentivos é a criação dos Prêmios Mestre da Educação e Escola de Valor”, enfatizou, adiantando que investir em educação é o único caminho possível para que a Paraíba se desenvolva. E ressaltou: “Educação tem que ter paixão, tem que ter muito compromisso”.

O governador anunciou que em 2013 mais ônibus escolares serão entregues aos municípios. Ele agradeceu aos educadores pela confiança nos projetos do governo, desejou a todos muito êxito em 2013 e pediu que as escolas adotem medidas visando ampliar o reforço escolar.

A professora Maria Neuma Soares Dantas, da Escola Estadual de Ensino Fundamental João Suassuna, de Catolé do Rocha, conquistou o prêmio Mestre da Educação com um trabalho sobre a revolução industrial e a escola conquistou o prêmio Escola de Valor. Em seu pronunciamento, ela parabenizou a iniciativa do governador Ricardo Coutinho e afirmou que “o valor maior do prêmio é mais pelo reconhecimento daquilo que fazemos no dia-a-dia”.

Já a professora Edmelre do Amaral  Maciel, da Escola Estadual Professor José Vaz, em Santa Rita, foi premiada pelo desenvolvimento de um projeto na área de bulling. Sua escola também conquistou o prêmio.

O vice-governador Rômulo Gouveia avaliou que os prêmios são investimentos importantes que se traduzem em estímulo a professores e demais profissionais que trabalham na escola. “Políticas como esta vão melhorar a qualidade da educação”, comentou.

A secretária da Educação, Márcia Lucena, afirmou que na gestão atual o magistério estadual está tendo um valor que nunca teve em sua história.

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Rangel Júnior, afirmou que criar alternativas como esses prêmios gera estímulos da paixão pelo o que se faz e ajuda os educadores, as comunidades a  cuidarem melhor de suas escolas.

A secretária de Comunicação, Estela Bezerra, também prestigiou o evento.

Os prêmios – A premiação é destinada às experiências administrativas e práticas pedagógicas exitosas, resultantes de ações integradas e executadas por profissionais de educação, em exercício nas escolas públicas estaduais de educação básica. Ações que comprovadamente estejam tendo sucesso no enfrentamento dos desafios no processo de ensino e aprendizagem.

O Prêmio Mestres da Educação contempla a todos os professores que tiveram os trabalhos premiados com o valor correspondente a uma remuneração mensal (14º salário). A iniciativa visa destacar o trabalho dos professores no exercício de suas funções, na área pedagógica no sentido de promover o estudante, possibilitando a elevação do nível de aprendizagem; valorizar as escolas públicas estaduais de educação básica que se destaquem pela competência da gestão administrativa e pedagógica, por iniciativas de experiências inovadoras e bem-sucedidas na melhoria contínua da escola; reconhecer e dar visibilidade ao esforço empreendido por gestores e demais profissionais da educação que estão inseridos como mediadores no processo de construção do conhecimento, buscando, assim, uma maior participação dos estudantes na relação com os objetos do conhecimento.

A edição de 2011 beneficiou 4.882 educadores, profissionais de 70 escolas e 126 professores tiveram seus projetos selecionados. No ano passado o Governo investiu R$ 6 milhões nos Prêmios Escola de Valor e Mestres da Educação.