João Pessoa
Feed de Notícias

Maior São João do Mundo agora é Patrimônio Cultural e Imaterial

quarta-feira, 29 de junho de 2011 - 11:13 - Fotos:  Francisco Morais - Secom/PB

O São João de Campina Grande, conhecido internacionalmente como ‘O Maior São João do Mundo’, agora passa a ser considerado Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado da Paraíba, de acordo com o artigo 216 da Constituição Estadual. O ato decretado pelo Poder Legislativo foi sancionado pelo governador Ricardo Coutinho e publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (29).

A mesma edição do DO publica a Lei nº 9.391, de 28 de junho de 2011, de autoria do deputado estadual Assis Quintans, também sancionada pelo governador e que declara o Poeta Repentista e o Repente Patrimônios Culturais e Imateriais do Estado da Paraíba.

A Lei nº 9.390, de 28 de junho de 2011, sobre o Maior São João do Mundo, é de autoria do deputado estadual André Gadelha. O governador também sancionou a lei 9.392, de autoria do deputado Jandhuy Carneiro, que institui o Dia do Cortador e da Cortadora de Cana-de-Açucar do Estado da Paraíba, a ser comemorado sempre no dia 29 de junho. O Poder Executivo vai regulamentar a Lei no prazo de 60 dias, contados da data de sua publicação.

Tradição junina – A grande festa junina de Campina Grande foi criada em 1986, na gestão do então prefeito Ronaldo Cunha Lima. O título ‘O Maior São João do Mundo’ surgiu na década de 1990. A festa se realiza durante 31 dias, entre junho e julho. Este ano gerou cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos e até o próximo domingo (3) deve ser visitado por cerca de 2 milhões de pessoas, entre paraibanos e turistas do Brasil e de outros países.

De acordo com a organização da festa, mais de 90 artistas terão se apresentado no palco principal até o final do evento. No geral, são mais de 500 atrações. Um total de 160 quadrilhas juninas terão realizado 350 apresentações.

Os 31 dias do Maior São João do Mundo somam mil horas de forró nos 10 pólos de diversão (Parque do Povo, Arraial Hilton Mota, três ilhas de forró e a Pirâmide-Galante, São José da Mata, Vila do Artesão, Feira da Prata e Expresso Forroviário).

São 160 trios de forró e um casamento coletivo com 100 noivos. No Parque do Povo, área onde acontece o evento internacional, existem três ilhas de forró, 150 barracas, 98 quiosques, 80 camarotes, 100 banheiros químicos, três baterias de banheiros fixos, pirâmide com capacidade 8 mil para pessoas.

A decoração foi feita com 200 mil bandeirolas e faz parte do cenário a réplica de uma igreja e uma fogueira com 18 metros de altura. A segurança tem a participação de mil policiais, ajudados por 50 câmeras de monitoramento eletrônico do sistema de vigilância no parque.