Fale Conosco

28 de dezembro de 2016

Maior emissão de notas fiscais eletrônicas do ano aponta elevação da atividade econômica



A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), um dos indicadores de aquecimento da atividade econômica, registrou, em novembro, a maior emissão do ano na Paraíba. No último mês, segundo dados do Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais da Receita Estadual, a quantidade de NF-e atingiu 1,916 milhão, alta de 7,76% sobre novembro de 2015. O volume de notas eletrônicas, emitidas por atacadistas/distribuidores e as indústrias, foi impulsionado pelas compras de fim de ano, quando as emissões de NF-e crescem.

No acumulado de janeiro a novembro, o volume de NF-e somou 19,583 milhões de emissões. A média mensal do ano ficou em 1,780 milhão de NF-e. Na Paraíba, entre indústrias e atacadistas, mais de 13,3 mil empresas estão credenciadas pela Receita Estadual para emitir NF-e.

Como todas as empresas já foram credenciadas pela Receita Estadual na NF-e, o crescimento de emissão é um dos termômetros de aquecimento da atividade econômica. O comportamento da arrecadação do ICMS em novembro nos setores atacadistas e da indústria também cresceram no mesmo patamar de emissões de NF-e, reforçando o aquecimento atividade econômica, mesmo em cenário recessivo no âmbito nacional.

NFC-e bate recorde na véspera de Natal – A emissão da Nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor (NFC-e), impressa apenas pelas empresas do varejo paraibano que faturam acima de R$ 3,6 milhões ao ano, também bateu recorde de emissão em único dia. Quase um milhão de NFC-e (962 mil) foi emitida no dia 24 de dezembro, véspera de Natal, por 9,9 mil empresas do comércio varejista paraibano credenciadas pela Receita Estadual.