João Pessoa
Feed de Notícias

Maestrina da Orquestra Infantil da Paraíba, Norma Romano, morre aos 84 anos

quinta-feira, 3 de setembro de 2015 - 12:33 - Fotos: 

Regente da Orquestra Infantil da Paraíba desde 1986, a maestrina Norma Romano acompanhou os primeiros acordes e foi responsável, diretamente, pela formação de gerações de músicos que hoje integram grupos de destaque nacional e internacional. Professora Norma, como era carinhosamente chamada por seus alunos, tinha 84 anos, e faleceu na noite dessa quarta-feira (2) após lutar contra um câncer. O velório acontece nesta quinta-feira (3) no cemitério Parque das Acácias, e o sepultamento às 16h30, no mesmo local.

A presidente da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), Márcia Lucena, lamenta a perda e lembra a importância da atuação de Norma Romano durante quase 30 anos à frente da Orquestra Infantil. “Nosso sentimento é de gratidão. Quem é da área de música aqui, de alguma forma, bebeu do compromisso, da dedicação da professora Norma. Nosso consolo é que, além da saudade, podemos contemplar o desabrochar das inúmeras sementes que ela plantou. Desejamos que siga na luz divina”.

A maestrina – Norma Romano nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 19 de dezembro de 1930. Iniciou seus estudos musicais com a irmã do compositor francês Eric Satie. Aos 17 anos de idade ingressou no Conservatório Nacional de Música Carlos Lopez Buchardo, formando-se com a nota mais alta de sua turma. No ano de 1950, ingressou no curso de composição, sendo aluna do compositor Alberto Ginastera.

Ganhou várias bolsas de estudo em Buenos Aires; em Paris, na Schola Cantorum; e em Nova York, no Mannes College (EE.UU). Entre suas premiações, destacam-se como Professora de Piano no Conservatório Nacional, Professora de Piano no Conservatório Municipal e Professora de Cravo na Cátedra de Criação no Conservatório Nacional.

Realizou vários concertos em Buenos Aires, no Teatro Colón, Teatro General San Martin, Teatro Nacional Cervantes, na Rádio Municipal, na Rádio Nacional, no Teatro Argentino de La Plata, entre outros. Gravou também dois concertos de Antonio Vivaldi e a cantata Alagamar, de J.A. Kaplan.

No ano de 1979, se demitiu das Cátedras Oficiais para viajar à Paraíba, convidada pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Atuou como tecladista da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB) durante oito anos. Aos 79 anos concluiu seu doutorado em Composição no antigo Conservatorio Nacional da Argentina, hoje Instituto Universitario Nacional de las Artes – IUNA.

Em 1986, Izabel Burity fundou a Orquestra Infantil da Paraíba, que desde então é coordenada e regida pela professora Norma Romano. Ao longo desses anos, a OIEPB tem realizado apresentações pelo Brasil e também no exterior. Destaque para os concertos internacionais realizados na Argentina (1994 e 1997) e nos Estados Unidos (1996 e 1998), que suscitaram críticas e comentários elogiosos. Em 2007, a OIEPB voltou a Buenos Aires para participar do VII Encontro Internacional de Orquestras Infantis e Juvenis e mais uma vez encantou a todos, principalmente na interpretação do seu repertório de peças eruditas, argentinas, brasileiras e especialmente nordestinas.