Fale Conosco

12 de agosto de 2015

Macramê paraibano é destaque em desfile de moda em São Paulo



A técnica de unir fios sem uso de máquinas ou ferramentas, tudo feito exclusivamente com o uso das mãos. Assim é o macramê, técnica tradicional utilizada por artesãs paraibanas que foi classificada para ser apresentada durante o desfile de moda “Senai Brasil Fashion”, nesta quinta-feira (13) no Estúdio Quanta, em São Paulo.

A coleção foi criada pela estudante do Curso de Produção de Moda do Senai na Paraíba, Laís Alves, através da inspiração das peças em macramê confeccionadas na Associação das Artesãs de Araruna, coordenada por  Julieta Estevão, integrante do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP).

“Ela teve a oportunidade de passar uma semana em nossa associação e aprender o ‘nó chato’ e o ‘festonê’, que utilizou para desenvolver três peças. Entre as novidades está um sobretudo, camisão, peças de sobreposição em blusas e até gargantilhas. O resultado da participação dela na seletiva foi comemorado por todas nós com muitos risos e choros, pois a gente não espera”, lembrou a artesã Julieta Estevão, que trabalha com a técnica desde os 9 anos, hoje com 58. Ela atualmente preside a Aramê.

Coleção – A minicoleção com peças em macramê foi criada especialmente para o evento em um período de dois meses. Composta por três looks (conceito, prêt-à-porter e streetwear), a partir do tema “A influência do mundo no Brasil”, a estudante está sendo acompanhada a cada etapa por estilistas como Alexandre Herchcovitch, Lino Villaventura e Ronaldo Fraga.

A modelo da coleção será a piauiense Lais Ribeiro, que iniciou a carreira em Teresina, no ano de 2009. Ela já fotografou para grandes revistas e grifes como a americana Vogue, Elle, Chanel, Louis Vuitton, Gucci, Dolce & Gabbana e Victoria’s Secret.

Para a gestora do PAP, Lu Maia, os trabalhos têm fortalecido as associações e cooperativas que montam grupos de artesãs que fortalecem a produção para atender a demanda das grifes. “Por isso é importante as capacitações que elevam a produção ao nível de excelência e acabam levando ao reconhecimento pelo Brasil e exterior do que produzimos genuinamente na Paraíba”, disse.

Parcerias – Há alguns anos, o artesanato paraibano tem caído no gosto dos amantes da moda e invadido as passarelas de todo o mundo. Mais recentemente, as artesãs do projeto Sereias da Penha desenvolveram biojoias, a partir de escamas de peixe, que foram o tema central do desfile do renomado estilista Ronaldo Fraga, durante o São Paulo Fashion Week (SPFW), no mês de abril.

Outra celebridade da moda que se apaixonou pelo artesanato paraibano foi a estilista Fernanda Yamamoto. Atualmente, ela desenvolve a nova coleção Inverno/2016 em parceria com mais de 40 rendeiras do Cariri paraibano, a partir de pontos tradicionais da renda renascença.

Em 2013, a renda também ganhou visibilidade através da produção em série para confecções do Sul do Brasil, como a Farm, Animale e Colcci, que encontram nas paraibanas mão de obra qualificada capaz de inovar o estilo das coleções.

Senai Brasil Fashion – O projeto é desenvolvido para se tornar um reality show, onde os participantes são estudantes de produção de moda que recebem orientações de estilistas renomados. Tudo é filmado e arquivado para uma produção futura de uma série em canal televisivo privado.  A seletiva dos participantes incluiu avaliação de portfólio, desenhos autorais, criatividade e potencial para construir uma grande carreira como estilista. Além da paraibana, o grupo é formado por estudantes do Paraná, São Paulo, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Pará e Maranhão.