João Pessoa
Feed de Notícias

Maca livre: Governo adota medidas que agilizam atendimento nos hospitais de emergência

sexta-feira, 13 de março de 2015 - 11:50 - Fotos:  Alberi Pontes/ Secom-PB

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, vem intensificando o acompanhamento na rede de emergência hospitalar da Paraíba agilizando o atendimento e aprimorando o processo de liberação de macas nas unidades hospitalares. As maiores unidades de urgência e emergência do Estado, os Hospitais de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa; e Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, vêm agilizando e humanizando o atendimento sem a necessidade de reter macas ou adquirir macas extras.

 

No Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, as medidas adotadas completam um mês dando mais celeridade no atendimento dos pacientes da urgência e emergência, e, consequentemente, mantendo a disponibilização de 17 a 20 macas livres por dia, em alguns dias chegando a 24.

 

Segundo a diretora geral da instituição, Fernanda Ribeiro, o novo fluxo de atendimento foi estabelecido com todos os profissionais da instituição, em caráter multidisciplinar. “É um trabalho coletivo que requer muita atenção dos membros da assistência, contudo já estamos colhendo os frutos do trabalho, já que em cerca de 40 minutos os pacientes que dão entrada no hospital são avaliados e destinados às áreas de tratamento”, explicou.

 

A diretora ressaltou que com a celeridade do diagnóstico do paciente e o encaminhamento dele para outros setores da unidade de saúde, bem como para outros hospitais, os leitos ficam disponíveis para novos usuários, assim como também as macas de primeiro atendimento. “Contamos com uma equipe de enfermeiras apoiadoras que, por meio de uma planilha com os nomes de todos os pacientes das áreas vermelha e laranja, conseguem facilitar a comunicação interna dos pacientes com os médicos, agilizando a realização de exames e diagnósticos”, frisou.

 

Fernanda Ribeiro destacou ainda que a parceria com hospitais que compõem a rede de atendimento do Estado, a exemplo do Hospital São Vicente de Paula, é de extrema importância para o sucesso do fluxo implantando. “Atendemos uma média de 130 a 150 pacientes por dia na urgência e emergência, por isso a implantação desse fluxo vem a somar, no que diz respeito à agilidade no trabalho das nossas equipes multidisciplinar, contribuindo para o atendimento humanizado e ágil para todos os pacientes. Além disso, contamos com o apoio fundamental da secretária de Saúde, Roberta Abath, que por meio de visitas técnicas vem organizando o trabalho interno das equipes e estruturando a rede estadual de atendimento”, observou.

 

Vinculado à Secretaria de Estado da Saúde, o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena foi inaugurado em 6 de agosto de 2001. Os serviços oferecidos são de urgência, emergência e de internação para pacientes acometidos de traumatismos. Possui, além de todos os recursos assistenciais, as seguintes especialidades médicas: Anestesiologia; Cirurgia Geral; Cirurgia Pediátrica; Cirurgia Plástica; Cirurgia Torácica; Cirurgia Vascular; Clinica Medica Geral; Endoscopia Digestiva; Tratamento Intensivo; Neurocirurgia; Oftalmologia; Otorrinolaringologia; Pediatria; Radiologia; Traumatologia; Urologia; Cirurgia Buco-Maxilo-Facial; Angiologia; e Nefrologia.

 

Trauma de Campina Grande – De acordo com o diretor geral do Hospital de Emergência e Trauma da Campina Grande, Geraldo Medeiros, com o trabalho de acolhimento e triagem dos usuários que dão entrada na unidade, além do redirecionamento dos pacientes, que não faziam parte do perfil do hospital para outras unidades,está sendo possível disponibilizar mais macas livres e evitar a retenção de macas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

 

O diretor ainda destacou que a unidade atende à população de Campina Grande e mais 203 municípios do Estado. “Por dia, uma média de 250 a 300 pacientes dão entrada no acolhimento e triagem do hospital. Vinte macas ficam disponíveis por dia no Trauma de Campina Grande. Além disso, um total de 338 médicos faz parte da equipe multiprofissional composta por assistentes sociais, fisioterapeutas, urologistas, técnicos de enfermagem, além de outros profissionais. São 60 médicos de plantão diariamente”, informou.

 

Vinculado à Secretaria de Estado da Saúde, o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes foi inaugurado em 24 de junho de 2011. Os serviços oferecidos são de urgência, emergência e de internação para pacientes acometidos de traumatismos. Possui, além de todos os recursos assistenciais, as seguintes especialidades médicas: Anestesiologia; Cirurgia Geral; Cirurgia Pediátrica; Cirurgia Plástica; Cirurgia Torácica; Cirurgia Vascular; Clinica Medica Geral; Endoscopia Digestiva; Tratamento Intensivo; Neurocirurgia; Oftalmologia; Otorrinolaringologia; Pediatria; Radiologia; Traumatologia; Urologia; Cirurgia Buco-Maxilo-Facial; Angiologia; e Nefrologia, além disso, a unidade dispõem da única unidade vascular do estado, que se destina a pacientes vítimas de doença arterial aguda (AVC esquêmico, Infarto agudo do miocárdio, tromboembolismopulmonar).