João Pessoa
Feed de Notícias

Luciano confere atendimento no Hospital de Emergência e Trauma

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010 - 14:44 - Fotos: 

O governador em exercício, Luciano Cartaxo, esteve no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, na manhã desta terça-feira (16). O objetivo foi conferir de perto o atendimento aos pacientes durante os festejos carnavalescos. Cartaxo visitou setores do hospital, conversou com equipe médica e paciente.

Ele ainda prestou solidariedade ao ex-vereador de João Pessoa José Fernando de Araújo, mais conhecido como ‘Fernando do Grotão’, vítima de um derrame cerebral. Interno no Hospital de Trauma, o ex-vereador ficou emocionado ao ver o governador em exercício.

“Meu marido está sendo muito bem tratado e não faltou nada. Ele teve tratamento, exame e todos medicamentos necessários. Esse hospital nos deu tratamento de primeiro mundo”, declarou a esposa do ex-vereador, Ozineide da Silva.  

Após a visita, o governador ressaltou ter ficado satisfeito com o funcionamento da unidade hospitalar, que é referência no Estado. “O hospital está funcionando bem e com toda sua equipe a postos. A gente espera que ninguém precise do Trauma, mas se precisar terá a certeza de que encontrará um atendimento de alta qualidade”, afirmou Luciano Cartaxo.

Movimento menor – Dados da direção do Hospital de Emergência e Trauma, durante o carnaval deste ano, foi menor em relação aos dois anos anteriores. Da meia-noite de sexta-feira (12) para meia-noite desta segunda-feira (15), a unidade atendeu 656 pessoas. No mesmo período de 2008, a unidade registrou 845 atendimentos. E, em 2009, 732 ocorrências. 

Para o governador em exercício, o responsável por essa diminuição no número de feridos foi o esquema de segurança montado pelo Governo do Estado, para garantir a tranquilidade durante os quatro dias de folia. Equipes do Detran e da CPTran estão nas ruas fazendo blitze e usando bafômetros para inibir o consumo de álcool por parte de condutores.

“O carnaval tem sido tranquilo em todo o Estado. O governo investiu bastante não apenas com recursos financeiros, mas com estrutura de saúde e segurança. Bombeiros, policiais militares e civis estão a postos em todos os pontos de movimentação para garantir a ordem”, afirmou Luciano Cartaxo.

O diretor-geral do Hospital de Trauma, José Carlos Evangelista, ressaltou que reforçou o plantão de médicos na unidade e reabasteceu o estoque de medicamentos e outros insumos indispensáveis para o funcionamento. Dos mais de 600 atendimentos realizados, os principais casos foram ferimentos causados por acidentes de motos, agressões físicas, armas brancas e de fogo.

No entanto, o diretor ressaltou que houve uma diminuição no número de acidentes automobilísticos. “Graças à Lei Seca e a intensa fiscalização da polícia, tivemos apenas pouco mais de 30 ocorrências envolvendo acidentes de automóveis. É um número considerado pequeno, tendo em vista o período dos festejos”, acrescentou o diretor.

Classificação de riscos - Outra iniciativa adotada pelo Hospital de Trauma para acelerar o atendimento é a adesão ao Programa de Classificação de Riscos, criado pelo Ministério da Saúde. Usando uma sequência de cores, a atividade permite selecionar os pacientes que serão atendidos com prioridade, de acordo com a gravidade de ferimento que apresentam. Assim que chegam à unidade, os pacientes passam por uma triagem e aqueles em situação mais grave são os primeiros a receber socorro médico.

Para o diretor José Carlos Evangelista, o programa também garante uma assistência mais humana e eficaz. “O programa proporciona mais chances de cura e gera um atendimento mais humanizado, porque as equipes oferecem apoio espiritual, desde a entrada até a alta do paciente”, completou.
 

Nathielle Ferreira, com fotos de Cláudio César da Secom-PB