João Pessoa
Feed de Notícias

Linha Direta com a PM triplica resultados das ações de prevenção

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 - 13:00 - Fotos: 

Um novo programa de atendimento imediato às ocorrências policiais está beneficiando os moradores da área central do município de Santa Rita (incluindo o Alto das Populares), dos Conjuntos Tibiri e Marcos Moura, de Cruz do Espírito Santo e de Lucena.

Trata-se do ‘Linha Direta’, um serviço implantado em 12 de janeiro deste ano, pelo 7º Batalhão da Polícia Militar, que tem unidades em Santa Rita, Sapé e Mamanguape e 21 municípios na área de atuação. O diferencial é que as ligações das pessoas são feitas diretamente para as radiopatrulhas que circulam nos bairros, o que faz com que o tempo de atendimento seja em torno de três minutos.

Esta possibilidade tem trazidos resultados muito positivos em apenas um mês de funcionamento do novo serviço implantado a partir do recebimento de dez viaturas novas entregues em dezembro pelo Governo do Estado e de mais seis aparelhos celulares fornecidos pela Receita Federal e por empresa local.

Não há ocorrência de trotes e a eficiência do sistema permitiu a prisão de gangue envolvida com assaltos a agências bancárias e postos dos correios; e uma de ex-presidiários que roubavam casas e o desbaratamento de quadrilha que praticava assalto e desmanche de motos e uma de ex-presidiários que roubavam casas.

Responsável pela implantação deste serviço que funciona 24 horas, o tenente coronel Israel de Oliveira e Silva Filho, teve como base o uso da tecnologia de comunicação mais difundida atualmente que é o telefone celular, instrumento para atender diretamente a ocorrência. A dupla que está no bairro é acionada pela comunidade, através do número amplamente divulgado na própria viatura. Quando o fato é registrado por denúncia de uma pessoa, os policiais ainda em deslocamento para o local comunicam a ocorrência ao Centro Integrado de Operações (CIOP), pedem reforço e chegam rápido.
    
Participação da comunidade é fundamental
        
A denúncia anônima, a certeza da presença da polícia e a prisão dos criminosos têm provocado, com efeito positivo, mais participação da comunidade, que se sente protegida e atendida. “O cidadão se sente participando da operação’, explica o comandante informando que, por conta da agilidade, foi possível, por exemplo, prender os ladrões e recuperar inteiramente a mercadoria de uma loja de confecções, da qual tinham sido levados produtos estimados em R$ 20 mil. “Foram apenas três minutos para o atendimento da ocorrência”, e nestes casos, a rapidez é fundamental.

O sistema é integrado e quando recebe uma denúncia, além de fazer uma verificação prévia, o deslocamento e a solicitação de um apoio (feito com o envio de mais duas viaturas com quatro policiais militares cada), o fato também é comunicado ao CIOP. Quando se trata de casos de pontos de distribuição e venda de drogas, as informações são repassadas à 2ª Seção, que faz a investigação sigilosa e a solicitação de mandado judicial. Assim foram feitas apreensões de maconha no Alto das Populares e de pedras de crack, no Marcos Moura, ambos em Santa Rita.
    
Seis homicídios resolvidos
        
No caso do desvendamento de seis homicídios, ele considerou fundamental a contribuição da comunidade, através das denúncias anônimas, pois foram resolvidos três assassinatos no bairro de Santa Cruz; dois no Alto das Populares; e um caso no Conjunto Marcos Moura.

O envolvimento social é tão positivo que o comandante do Batalhão faz questão de enfatizar que a ‘Linha Direta’ é a porta de entrada da ocorrência, com mais eficiência dos resultados, pois o Governo do Estado disponibilizou condições adequadas para a prestação de um bom serviço à comunidade na área de segurança pública e essa população está realmente vendo, acompanhando a ação policial, com prisões e até mesmo iniciativas preventivas, evitando que o crime seja praticado.

Estrutura do 7º Batalhão da Polícia Militar
Três Companhias : Santa Rita, Mamanguape e Sapé
Área de abrangência: 21 municípios
Contingente total: 365 policiais militares
Viaturas: 10

Contingente
Santa Rita    189
Mamanguape    112
Sapé    74

Telefones – Linha Direta
CPU Coordenação de Policiamento da Unidade    8771-9974
Santa Rita – Centro    8771-9973
Conj. Tibiri    8772-0351
Conj. Marcos Moura    8771-9672
Lucena    8772-0530
Cruz do Espírito Santo    9131-0856

Cidades mais violentas:

João Pessoa, Campina Grande e Santa Rita
 
Resultados obtidos:
Aumento de apreensão de armas – 33
Mais prisões de criminosos – 42 casos
Desvendamento de homicídios – 6 assassinatos
Prisão de pedófilos – 2 casos
Desbaratamento de quadrilhas – 3 grupos assaltantes de banco, motos e casas
Solução de arrombamentos – recuperação total dos produtos

 

Naná Garcez, da Secom-PB, com fotos de Werneck Moreno, da Polícia Militar