João Pessoa
Feed de Notícias

Leilão de bovinos marca 90 anos da Estação da Emepa em Umbuzeiro

segunda-feira, 3 de setembro de 2012 - 09:51 - Fotos:  João Francisco/Secom-PB

Como parte das comemorações dos 90 anos da Estação Experimental João Pessoa, a Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emepa) promove, no dia 15 de setembro, o Leilão Emepa Bovinos 2012. Serão leiloados 49 animais das raças Gir, Sindi e Guzerá, tradicionais zebuínos da estação paraibana, de alto valor genético. O leilão acontece a partir das 8h, no município paraibano de Umbuzeiro, em evento que contará também com homenagens e premiações.

A Estação Experimental João Pessoa, em Umbuzeiro, desenvolve um trabalho de destaque na criação da raça Gir no Brasil, principalmente na exploração de sua aptidão leiteira. “Escritores e estudiosos das raças zebuínas têm publicado trabalhos sobre o Gir de Umbuzeiro, que forma um dos melhores agrupamentos dessa raça no Brasil. Hoje, as raças Gir, Guzerá e Sindi estão presentes da Estação Experimental, produzindo excelentes matrizes e reprodutores para cruzamentos e melhoria de rebanhos puros com a finalidade de produção de leite”, disse o diretor presidente da Emepa, Manoel Antonio de Almeida.

Histórico – A Estação Experimental João Pessoa foi criada pelo decreto Nº. 14711 de 5 de março de 1921, com a denominação de Estação de Monta de Umbuzeiro. Sua construção foi iniciada em fevereiro de 1922 e inaugurada em 14 de novembro daquele mesmo ano pelo engenheiro agrônomo Epitácio Pessoa Sobrinho, primeiro diretor do estabelecimento.

Em julho de 1931, o Governo Federal o denominou de Estação de Monta João Pessoa. Com a reforma do Ministério da Agricultura em 1933, o estabelecimento passou à categoria de posto experimental, subordinado à Inspetoria Regional do Fomento da Produção Animal em Tegipió, Pernambuco, e posteriormente denominado Posto de Criação João Pessoa.

Fatores como alto grau de perfeição zootécnica, completa adaptação ao meio, perfeita caracterização racial, morfologia harmoniosa, aptidão econômica e elevado índice de fecundidade tornaram famosos a Estação de Umbuzeiro e seu rebanho. Até hoje, mais de mil reprodutores e matrizes Gir saíram da Estação para melhoramento de rebanhos puros e cruzamentos para produção de leite.

Com a criação da Embrapa em 1972, a Fazenda de Criação João Pessoa foi transferida para o novo sistema de pesquisa, em 1978, sob a denominação de Estação Experimental João Pessoa, subordinada tecnicamente ao Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite. Em novembro de 1978, foi autorizada a transferência de 110 bovinos da raça Guzerá para Umbuzeiro, sendo um reprodutor, 91 matrizes e 18 bezerros.

Tombamento – A atual Estação Experimental João Pessoa foi concebida como estação modelo. Arquitetonicamente, ela obedeceu a formas neoclássicas, modelo usado pelo Ministério da Agricultura em alguns estabelecimentos no Sul e Sudeste do País.

A estação experimental em Umbuzeiro chama atenção pela harmonia arquitetônica e por sua constituição ter se processado em encostas, em blocos separados. Em 7 de maio de 2002, o Decreto Nº 23.011, do Conselho de Proteção dos Bens Históricos e Culturais (Conpec), declarou o tombamento da Estação, suas edificações e da árvore nativa secular “Jurema Branca”.

Gir de Umbuzeiro – A raça Gir, originária das regiões Nimari e Malvi, na Índia, foi introduzida no Brasil em meados de 1920 e 1930. É um animal altamente produtivo, mesmo em condições adversas, característica das raças zebuínas brasileiras. Este gado se caracteriza por sua fácil adaptação ao meio, resistência aos endo e ectoparasitos e boa capacidade produtiva e reprodutiva. As fêmeas Gir, produtoras de leite, possuem características fisiológicas e morfológicas perfeitas para a produção de leite.

Outros três zebuínos de completa adaptação ao meio, perfeita caracterização racial, morfologia harmoniosa, aptidão econômica e elevado índice de fecundidade deram origem à raça. Com todas estas características, o Gir de Umbuzeiro se multiplicou e atingiu alto grau de perfeição zootécnica, despertando o interesse dos criadores em melhorar seus rebanhos na característica produção de leite e, hoje, é referência em qualidade genética no Brasil.

“Os bovinos da Emepa carregam em seu nome a Estação Experimental de onde provêm. E isso conta como grande diferencial para outros Estados – se um animal é Alagoinha ou Umbuzeiro, porque a Emepa é uma referência nacional nessas raças”, comenta o pesquisador da Empresa, Daniel Benitez.