Fale Conosco

6 de março de 2018

Leci Brandão e Polyana Resende fazem show em homenagem às mulheres



Leci Brandão DIVULGAÇÃO 2017 CIPÓ 270x179 - Leci Brandão e Polyana Resende fazem show em homenagem às mulheresO Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana e Funesc, realiza, neste sábado (10), show em homenagem às mulheres, em João Pessoa. Quem ocupa o palco do Teatro de Arena do Espaço Cultural é a cantora e compositora Leci Brandão. A abertura fica por conta de Polyana Resende e o evento faz parte da campanha “Pela vida das mulheres”. As apresentações acontecem a partir das 20h. A entrada é gratuita.

Nascida em Madureira, Rio de Janeiro, criada em Vila Isabel, Leci Brandão é a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores da Mangueira. Seu nome é referência quando se fala em luta. Leci, acima de tudo, é uma batalhadora, lutou para conquistar seus espaços. De família humilde, começou a trabalhar cedo devido à necessidade de ajudar no orçamento familiar. Trabalhava de dia e estudava à noite.

Em 1973, o crítico musical e jornalista Sérgio Cabral descobriu Leci e a convidou para gravar um disco. Naquela época ela cantava no Teatro Opinião, na noitada de samba sob o comando de Jorge Coutinho. No ano seguinte, Sérgio levou Leci para a Discos Marcus Pereira, onde gravou seu primeiro compacto simples. Em 1975, ela gravaria o primeiro LP e recebeu inúmeros prêmios de crítica.

De lá até aqui foram 23 discos e várias compilações em mais de 40 anos de carreira. Durante cinco anos, Leci ficou sem gravar. As gravadoras não aceitavam suas canções marcadas pelas letras sociais. Ela cantou a defesa das minorias (todas elas), era convocada para cantar em todos os eventos afinados com sindicalistas, estudantes, índios, prostitutas, gays, partidos de esquerda, movimentos de mulheres e principalmente o Movimento Negro. Nos últimos 15 anos, todos os discos de Leci contêm uma faixa falando do assunto de forma direta, transparente e apaixonada. É a cantora das comunidades e sente muito orgulho por isso. Entre seus ídolos constam Martinho da Vila, Ruth de Souza e Benedita da Silva.

Polyana Rezende 270x179 - Leci Brandão e Polyana Resende fazem show em homenagem às mulheresA atração local é Polyana Resende, pernambucana nascida no Recife que reside em João Pessoa desde 2002. É uma artista atuante na cena musical da Paraíba e, em agosto de 2017, lançou seu primeiro álbum: Samba Teimoso e seu segundo videoclipe, Saravá (Polyana Resende/ Potyzinho Lucena/ Nai Gomes). Em 2015, Lançou seu primeiro single com o videoclipe da música Vaitimbora (Seu Pereira), que também faz parte do álbum Samba Teimoso. Está no Music From Parahyba vol. 3 com a música Primeiro Samba, que também faz parte do Samba Teimoso. É a primeira compositora de samba enredo das escolas de samba da Paraíba. Ao lado de seu parceiro, Potyzinho Lucena, assina a autoria de quatro sambas, sendo o mais recente escrito para o carnaval de 2018, intitulado “A Malandros Vira o Jogo”, campeão do ano. Em dezembro de 2017, foi a artista convidada para o projeto cambada da Funesc. Participou em 2018 do primeiro festival de música da Paraíba, como intérprete da canção finalista “Um Samba a Dois” (Potyzinho Lucena).

Serviço:

Show Pela Vida das Mulheres, com Leci Brandão | Abertura: Polyana Resende

Data: 10/03, às 20h

Local: Teatro de Arena

Entrada: gratuita

Realização: Governo do Estado / Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana / Funesc