Fale Conosco

25 de fevereiro de 2013

Lacen-PB realiza capacitação sobre Gerenciador de Ambiente Laboratorial



O Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) está capacitando os municípios para a utilização do Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL). O treinamento é direcionado aos coordenadores de vigilância epidemiológica e digitadores responsáveis pelo envio de amostras biológicas para o Lacen-PB. A capacitação será realizada nesta terça-feira (26) para os municípios da Regional de Cajazeiras, na quarta-feira (27) para os municípios da Regional de Sousa e na quinta (28) para os municípios da Regional de Catolé do Rocha.  Será disponibilizado local com computadores e acesso à internet. Estima-se que aproximadamente 82 profissionais participem do curso.

O GAL é um sistema informatizado desenvolvido pelo Datasus/MS para os laboratórios de saúde pública que realizam exames de notificação compulsória das amostras de origem humana, animal e ambiental de média e alta complexidades. Além de aperfeiçoar os procedimentos de recepção, análise, emissão e encaminhamento de laudos, o GAL facilita a resposta laboratorial e a ação de vigilância em saúde.

A capacitação para utilização do GAL tem como objetivo qualificar os profissionais para a informatização de toda a rede de laboratórios que realizam e encaminham exames de interesse de saúde pública, disponibilizando dados epidemiológicos para as Vigilâncias Epidemiológicas Municipais, Estadual e Nacional, gerenciando a rede de laboratórios de saúde pública, desde a solicitação de exames até a emissão do laudo final.

Segundo a diretora técnica do Lacen-PB, Gerlania Sarmento, o GAL ainda facilita o processo de diagnóstico e monitoramento de agravos. “Os municípios que têm acesso ao sistema recebem o diagnóstico em tempo real, uma vez que ele é online, facilitando assim o resultado dos agravos de saúde pública como dengue, hepatite, rubéola entre outros e auxiliando para tomada de decisão referente à detecção, monitoramento e controle de agravos transmissíveis. Os municípios encaminham as amostras cadastradas no GAL, o Lacen-PB realiza o exame e disponibiliza o laudo, que é impresso pelo município de origem”, disse.