João Pessoa
Feed de Notícias

Laboratório do Hemocentro Paraíba é referência nacional

segunda-feira, 24 de março de 2014 - 10:25 - Fotos:  Ricardo Puppe/ Secom-PB

O Hemocentro da Paraíba é a única instituição pública a realizar exames que identificam, no sangue, os vírus causadores de patologias como HIV (I e II) e hepatites B e C, através do Laboratório de Testagem de Ácidos Nucléicos (NAT). Implantado em junho de 2012, o NAT representa um avanço tecnológico e garante à população sangue de qualidade e com alto padrão de segurança. O projeto levou alguns anos para ser concretizado na Paraíba, mas, a partir de 2014, os exames já realizados pelo NAT serão, por determinação do Ministério da Saúde, obrigatórios em todo o território nacional.

Até agora, o NAT já realizou 76.370 testagens. “Todas as doações passam pela nossa análise. A metodologia que usamos faz pesquisa direta e precisa do vírus causador da doença”, explicou a coordenadora do Laboratório NAT, Crisemy de Almeida. Para ela, o serviço aumenta a confiabilidade e a segurança das transfusões. “Nós garantimos a qualidade do sangue disponibilizado para a população”, assegurou.

Cada vírus leva um tempo específico para ser identificado em um exame sorológico. No entanto, no NAT, a análise faz uma busca precisa. A janela imunológica – o período em que a pessoa que entra em contato com o vírus leva para produzir anticorpos – é reduzida. No caso do HIV, cai de 22 para 7 dias, para a hepatite B, de 60 para 10 dias e para o tipo C, de 70 para 10 dias.

Além da qualidade do serviço, o procedimento é ágil. “À medida que recebemos as amostragens, já começamos a análise”, contou a bioquímica Pâmela Rodrigues. As amostras que chegam ao Hemocentro são processadas no menor tempo possível para que tudo fique ainda mais rápido, atendendo às necessidades da população e, dessa forma, deixando o estoque em dia para suprir às demandas. “Em quatro horas, já temos o resultado”, concluiu Pâmela.

Doações de sangue – O Hemocentro da Paraíba recebe cerca de 200 doações de sangue por dia. Em toda Hemorrede Estadual, o número de doações chega a 4 mil por mês. De acordo com a coordenadora de Ações Estratégicas, Divane Cabral, a captação de doadores é de extrema importância. “Durante todo o ano promovemos campanhas e projetos em empresas, universidades e escolas, além das unidades móveis de coleta externa em municípios paraibanos e na Grande João Pessoa”, comentou.

O Hemocentro desenvolve, também, estratégias de fidelização dos doadores. “Através de vídeos e palestras, estimulamos a consciência de que é preciso doar sangue e acabamos por fidelizar vários doadores. Homens podem doar a cada dois meses e mulheres a cada três meses”, explicou.

O estudante Álvaro Dantas, 19, já é doador pela quinta vez. “Minha mãe faz parte da ONG ‘Donos do Amanhã’, no Hospital Napoleão Laureano [em João Pessoa] e lá eu vejo o quanto é necessário doar sangue”, disse.
Informações sobre o NAT podem ser obtidas através do telefone (83) 3218-7674. Para doações de sangue, é preciso entrar em contato com Serviço Social do Hemocentro, pelo telefone (83) 3218-7698.