Fale Conosco

30 de março de 2016

Juliano Moreira promove inclusão social com exposição de peças de pacientes na 5ª Feira de Mulheres Artesãs



ses juliano moreira coloca artesanato de pacientes na 5 feira de mulheres artesas 2 270x191 - Juliano Moreira promove inclusão social com exposição de peças de pacientes na 5ª Feira de Mulheres ArtesãsInclusão social, integração e humanização são alguns dos objetivos do Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira por meio de diversas ações que vem promovendo junto aos seus pacientes. Uma delas é proporcionar a participação deles em feiras de artesanato realizadas por órgãos do Governo do Estado. Atualmente, participam da 5ª Feira de Mulheres Artesãs, de 30 municípios paraibanos, promovida pelo Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente (Cendac), e que está acontecendo no pátio da PBTur, na capital, até esta quinta-feira (31), das 10h às 21 h.

ses juliano moreira coloca artesanato de pacientes na 5 feira de mulheres artesas 3 270x191 - Juliano Moreira promove inclusão social com exposição de peças de pacientes na 5ª Feira de Mulheres ArtesãsNa manhã desta quarta-feira (30), o diretor geral do Juliano Moreira, Walter Franco, visitou o stand do Complexo. Falou da importância de ações como esta para a luta antimanicomial da qual o Governo do Estado é um dos grandes combatentes e incentivadores. “Eles estão aqui nesta feira participando como trabalhadores e por meio do trabalho acontece a integração com outros artesãos; com o público que vem prestigiar e comprar os produtos e, dessa forma, eles se sentem fazendo parte do mundo, de igual para igual, e é isso que queremos com a luta antimanicomial”, comentou.

ses juliano moreira coloca artesanato de pacientes na 5 feira de mulheres artesas 5 270x191 - Juliano Moreira promove inclusão social com exposição de peças de pacientes na 5ª Feira de Mulheres ArtesãsWalter, que é psicólogo, observou ainda um detalhe importante nas peças produzidas e comercializadas pelos pacientes. “As cores vivas e alegres que eles utilizam nos seus produtos na Oficina de Arte do Juliano representam o que está em suas almas e nos seus corações. É um reflexo de que estão saindo de um mundo onde só enxergavam cinza”, explicou.

Uma das vizinhas do stand do Juliano é a artesã Maria José Bezerra, de João Pessoa. Em meio à exposição de seus produtos, feitos com fitas, bordados e crochê, ela elogia a iniciativa do Complexo. “Eu acho ótima a participação dos pacientes. Imagino que isso melhora o tratamento, já que aqui estão tendo contato com muita gente”, disse.