Fale Conosco

16 de novembro de 2016

Juliano Moreira lembra Novembro Azul e promove palestra sobre câncer de próstata



O Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira, que integra a rede hospitalar do Estado, promove na próxima terça-feira (22), às 9h30, no auditório da instituição, uma palestra de caráter preventivo e educativo sobre o câncer de próstata. O evento, que será destinado especialmente aos funcionários e usuários do Complexo, faz parte das atividades do Novembro Azul.

A palestra será ministrada pelo médico do trabalho do Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira, Elias Vilar, e abordará aspectos como prevenção, diagnóstico, tratamento e particularidades do câncer de próstata. A ação é organizada pelo Núcleo de Educação Permanente da unidade.

“Aproveitamos este mês do ano para lembrar aos homens da importância da conscientização a respeito de doenças masculinas, dando ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata”, explicou a coordenadora do Núcleo, Ana Karina de Almeida. Ela ressaltou, ainda, que é preciso cuidar da saúde de maneira integral. “Os eventos pontuais são muito importantes, mas é preciso ter cuidado com a saúde sempre. Durante todo o ano promovemos eventos educativos como este, de forma que os pacientes e funcionários se sintam acolhidos e sejam estimulados a cuidar mais de si mesmos”, disse Ana Karina.

Novembro Azul – O movimento surgiu na Austrália, em 2003, chamado Movember, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado a 17 de novembro. No Brasil, o Novembro Azul foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, com o objetivo de quebrar o preconceito masculino de ir ao médico e, quando necessário, fazer o exame de toque, e obteve ampla divulgação.

As doenças que mais afetam os homens no país são: infarto agudo do miocárdio, fatores externos (acidentes/violência por arma de fogo ou arma branca), diabetes mellitus, pneumonia, acidente vascular cerebral hemorrágico, neoplasia maligna da próstata, neoplasia maligna dos brônquios e dos pulmões, neoplasia maligna do estomago, neoplasia maligna do fígado e vias biliares intra-hepáticas, e neoplasia maligna da cavidade oral/traqueia, brônquio e pulmão.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Sua taxa de incidência é cerca de seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.

Para que ocorra a diminuição da mortalidade por câncer de próstata, torna-se de extrema importância o incentivo à população masculina no que se refere à adoção de hábitos de vida saudáveis, bem como o autocuidado.