João Pessoa
Feed de Notícias

Jovens músicos paraibanos vencem concurso nacional em Minas Gerais

sexta-feira, 23 de outubro de 2009 - 11:37 - Fotos: 

A violonista Hadassa Silveira, de 15 anos, acompanhada pelo pianista Glauco Fernandes, de 22, venceu jovens músicos de todo o país no 13º Concurso Nacional de Cordas ‘Paulo Bosísio’, realizado no último fim de semana em Juiz de Fora, Minas Gerais. A dupla paraibana ficou em 1º lugar na categoria C para Violoncelo, voltada a instrumentistas de até 15 anos.

O Paulo Bosísio é o mais importante concurso para instrumentos de cordas do país. Realizado há mais de 20 anos, o concurso tem por objetivo incentivar àqueles que se dedicam ao estudo de instrumentos de cordas. Neste período, o evento vem descobrindo novos valores, estimulando a participação de jovens em orquestras e grupos de câmara e promovendo o intercâmbio entre instrumentistas de variadas influências.  

Além de Hadassa e Glauco, outro jovem talento quase paraibano foi premiado no concurso. O paulista Kayami Satomi Farias, formado na UFPB e hoje radicado em Umberlândia, onde é professor efetivo da universidade federal de lá, também ficou com o 1º lugar na categoria A também para violoncelo.  Kayami foi integrante da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba e atuou por diversas vezes como solista da Orquestra Sinfônica da Paraíba.  

Hadassa se submeteu a duas provas: na primeira, executou o “Estudo n. 6”, de Kummer, e o “Concerto n. 1. Op. 33 – 1º mov. Allegro non Troppo”, de Saint-Säns. Na segunda, “Concerto em dó menor”, de Bach, e “Capriccio, op. 49”, de Villa-Lobos. Nas duas provas, Glauco a acompanhou ao piano. O júri entendeu que tanto ela, quanto ele executaram tão bem as peças que mereciam o 1º lugar da categoria (Hadassa acabou dividindo a colocação com o capixaba Lucas de Oliveira).

Nascida em João Pessoa, desde os 4 anos Hadassa Silveira estuda música. Com essa idade, ingressou no extinto projeto “Forminguinhas”, da Orquestra Sinfônica da Paraíba, voltado ao ensino de música a crianças de até 5 anos. Foi aluna da maestrina Norma Romano e com essa mesma idade, passou a ter aulas com o professor Francieudo Torres, com quem está até hoje.

A partir de 1998, passou a estudar na Escola Anthenor Navarro, da Funesc. Em 2008 concluiu seus estudos em Musicalização e este ano, em Violoncelo. Foi violoncelista da Orquestra Infantil entre 1999 e 2007 e entre 2007 e meados deste ano integrou na Sinfônica Jovem.  Participou de vários festivais e apresentações de Música de Câmara, ajudou a fundar o Quinteto Vivace em 2005 e participou de um master class com o carioca Alceu Reis este ano.   

Glauco é de Campina Grande e começou tocando teclados, com 12 anos, na Igreja Batista Regular, em João Pessoa. Aos 16 também foi estudar música na Anthenor Navarro. Teve aulas de piano com Clístenes Cabral e de musicalização com Pedro Wellington e Luiz Carlos Durier. Hoje é aluno do curso de Bacharelado em Música da UFPB.   

Desde 2007 é pianista co-repetidor do Coral Sinfônico do Estado da Paraíba e do Coral Infantil do Estado da Paraíba. É pianista titular da Sinfônica Jovem, sob a regência do maestro Durier. Mantém um trabalho constante de música de câmara e co-repetição com alunos e professores da UFPB e da Antenhor Navarro.  

Assessoria de Imprensa da Funesc