João Pessoa
Feed de Notícias

Jornalistas participam de oficina sobre HIV/AIDS e Hepatites Virais

terça-feira, 17 de novembro de 2015 - 09:36 - Fotos:  Ricardo Puppe

O Governo do Estado, em parceria com o Ministério da Saúde, realizou, nessa segunda-feira (16), no auditório do Centro Formador de Recursos Humanos – Cefor, a Oficina de Atualização em HIV-Aids e Hepatites Virais”. O evento faz parte da programação do 10º Congresso de HIV/Aids e do 3º Congresso de Hepatites Virais, que acontece no período de 17 a 20 de novembro, no Centro de Convenções, em João Pessoa.

Participaram da oficina aproximadamente 100 pessoas, entre jornalistas, assessores das Secretarias e outros órgãos públicos envolvidos no evento e estudantes. O objetivo do evento é contribuir na preparação e esclarecimento dos temas que farão parte dos dois congressos.

Durante toda a tarde foram abordados temas como Cenário do HIV/AIDS e Hepatites Virais no Brasil e no Mundo, além de assuntos que serão destaque nos congressos. Em seguida, foi realizada uma entrevista coletiva com a presença da coordenadora Estadual de DST/AIDS e Hepatites Virais, Ivoneide Lucena, o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (DDAHV), do Ministério da Saúde e presidente dos Congressos, Fábio Mesquita, e Marcelo Naveira, coordenador de Hepatites Virais do Ministério da Saúde.

A jornalista Roseli Tardelli, fundadora do portal Agência de Notícias da AIDS, falou sobre a importância da imprensa na luta contra a doença. “Na década de 90 meu irmão foi infectado e naquela época os planos de saúde não atendiam as pessoas que eram detectadas com HIV/AIDS. Então lutamos, protagonizamos uma briga pública com o plano de saúde e ganhamos. Quando ele morreu, decidi fazer algo a respeito e então criei o portal Agência de Notícias da AIDS, pois a informação é um bem muito valioso e o papel do jornalista, em relação à prevenção e combate à doença, é de suma importância”, enfatizou.

Para Ivoneide Lucena, AIDS é um assunto que está em constante mudança, por isso precisa estar sempre sendo atualizado. “A nossa proposta é atualizar os profissionais e estudantes de comunicação em relação à temática AIDS. O assunto é muito dinâmico e exige que haja sempre este cuidado e preparação, especialmente porque parte desses profissionais estará em contato direto com o tema na cobertura dos congressos”, disse.

O diretor do Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais (DDAHV), Fábio Mesquita, ressaltou que a Paraíba se destaca nacionalmente como um dos estados com menor taxa de detecção da AIDS. “A Paraíba, devido ao excelente trabalho que vem sendo realizado pelo Governo do Estado, é o segundo estado no Brasil com menor taxa de detecção da AIDS, perdendo apenas para o Acre. A realização das oficinas vai contribuir ainda mais para preparar a população do Brasil e do mundo, discutindo todas as inovações relacionadas à HIV/AIDS e Hepatites Virais”, disse.

A oficina foi encerrada com a entrega para dois pacientes com Hepatite C de kits completos com os novos medicamentos para tratamento e combate à doença. Jane Maria Carrazoni e José Marcos Ramos receberam os medicamentos Daclatasvir e Sofosbuvir, que são menos agressivos que os usados anteriormente, além de diminuir o tratamento de 48 para 12 semanas. De acordo com a SES, 106 pacientes já estão inseridos no tratamento com os novos medicamentos.