João Pessoa
Feed de Notícias

Jornal A União comemora 118 anos com novo projeto gráfico e editorial

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 - 18:50 - Fotos: 
O jornal A União completa, nesta quarta-feira (2), 118 anos de existência. A data será comemorada com o retorno do jornal às bancas totalmente reformulado, com novo projeto gráfico e editorial. A edição comemorativa vai presentear os leitores com um caderno especial, que faz o resgate de fatos que o jornal cobriu, bem como traz depoimentos de pessoas que passaram e que continuam n’A União.

A diretora técnica e editora geral de A União, jornalista Beth Torres, revelou que o jornal volta a circular de “cara nova”, com formato standard e um projeto gráfico com mais recursos, que vão tornar a leitura mais agradável e atrativa.

Ela adiantou que o novo jornal terá um diferencial: os cinco cadernos – compostos por quatro páginas, cada – serão identificados por cores. E ainda haverá o retorno do caderno de política, que também contará com um colunista e notícias nacionais. O esporte terá um caderno inteiro, com espaço para o esporte amador, assim como terá um caderno dedicado inteiramente à cultura.

A jornalista Beth Torres declarou que a meta do novo A União é trazer em suas páginas informação de interesse da população, nas diversas áreas – economia, cotidiano, política, cultura e esporte – para que as pessoas possam ter o jornal como uma verdadeira fonte de serviços. Para isso, serão divulgadas diariamente a tábua de marés, previsão do tempo, delegacias de plantão, cotação do dólar, etc, além de matérias de prestação de serviço.

Aos domingos, o jornal vai circular com o caderno Mercado de Trabalho, que vai informar sobre concursos abertos, vagas de empregos, dicas para o trabalhador, entre outros serviços; e o caderno Atual, que terá matérias sobre moda, estilo, decoração, comportamento, etc.

História – Fundado em 2 de fevereiro de 1893, no Governo de Álvaro Lopes Machado, A União é o terceiro jornal mais antigo em circulação no Brasil.

A União é um referencial histórico e ao longo desses anos se tornou conhecido como escola do jornalismo paraibano. No passado, escreveram em suas páginas nomes como Augusto dos Anjos, Orris Soares, Gama e Melo, José Lins do Rego e José Américo. Inúmeros jornalistas que passaram por sua redação ocuparam ou ocupam redações de outros jornais da Paraíba e do Brasil.