Fale Conosco

28 de maio de 2012

Jantar homenageia mães das Casas da Cidadania



Um jantar marcou a confraternização para as mães que trabalham nas oito Casas da Cidadania mantidas pelo Governo do Estado. A homenagem ocorreu na noite do domingo (27), na Associação da Caixa Beneficente da Policia Militar, e foi promovida Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh).

As mães receberam brindes e assistiram ao show de voz e violão com Régis Danese. Em seguida houve apresentação do Ministério de Dança “Corpo e Luz” da 1º Igreja Batista, e a promotora de justiça Ivete Arruda fez uma pregação.

Homenagem especial – A coordenadora das Casas da Cidadania, Joelna Figueiredo, prestou uma homenagem especial à secretária Cida Ramos com a entrega de um buquê.

Para a secretária Cida Ramos, as Casas da Cidadania são fundamentais porque oferecem serviços essenciais como a emissão de documentos, registros de boletim de ocorrência, serviços da Cagepa e do Detran, entre outros.

Temos que atender bem ao nosso usuário porque, na maioria das vezes, lidamos com pessoas que não têm acesso a informação. Nesse ponto, as casas da Cidadania são essenciais porque lidam com os chamados excluídos. É gratificante, por exemplo, quando entregamos o primeiro documento de identidade para uma pessoa de 60 anos”, disse.

Nova Vara – Ainda na solenidade, a juíza Antonieta Maroja fez uma explanação sobre a nova Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, que foi inaugurada este ano em João Pessoa. Segundo ela, os servidores das Casas da Cidadania podem ajudar a divulgar o serviço.

O Juizado, que funciona na Praça Barão do Rio Branco (Centro), tem o objetivo específico para defender e proteger a dignidade das mulheres, encaminhando as demandas para os setores específicos.

Números positivos – As Casas da Cidadania registraram 640.033 atendimentos nos quatro primeiros meses deste ano. O número representa quase a metade do volume de 2011, quando foram computados 1.359.424 de atendimentos.