João Pessoa
Feed de Notícias

Iphaep e Unipê atualizam a Cartografia dos Centros Históricos e o Inventário dos Bens Tombados

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017 - 17:56 - Fotos:  Divulgação

A união faz a força. O ditado popular se aplica, com precisão, em dois trabalhos que foram entregues esta semana, em João Pessoa: a atualização da Cartografia dos Centros Históricos e o Inventário dos Bens tombados, na capital paraibana, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba. Os projetos foram resultados de um Acordo de Cooperação Técnica realizado entre o Iphaep e o Unipê e foram desenvolvidos pela UBTech Office.

A estrutura de apoio da instituição universitária funcionou como um suporte de qualificação para o mercado de trabalho, sendo destinado aos alunos do semestre de 2017.2. Segundo lembrou o professor e coordenador Gerson Castro, as atividades foram desenvolvidas em três laboratórios, como uma fábrica de conseguir estágios para o alunado, tendo como metas: o escopo, o prazo e a satisfação do cliente.

No total, foram envolvidos, somente este ano, no UBTech Office, 413 alunos, que exerceram a práxis de uma educação transformadora e desafiadora. Supervisionados por 31 professores, eles participaram de 43 projetos. No caso específico dos dois produtos realizados para o Iphaep – a atualização cartográfica e o inventário – foram contabilizados 15 estagiários do curso de arquitetura, cujas atividades foram acompanhadas por seis professores.

 “O valor de um bem cultural é incalculável. E contar com um trabalho desta magnitude, no qual os alunos do Unipê tanto se emprenharam, é mais do que uma satisfação: é uma alegria imensa, compartilhada com toda nossa equipe”, destacou a diretora executiva do Iphaep, Cassandra Figueiredo. “O inventário vai possibilitar um olhar mais atento e criterioso dos bens culturais existentes no nosso Estado”.

O que é o Acordo – A parceria entre o Iphaep e o Unipê começou a ser colocada em prática em 17 de agosto, quando se comemora o Dia do Patrimônio. Na ocasião, foi assinado o acordo de cooperação técnica entre as duas instituições, numa solenidade que aconteceu no Palácio da Redenção e contou com a participação do governador Ricardo Coutinho. Na ocasião, os representantes das entidades foram signatários de dois Planos de Trabalho: Atualização dos registros cartográficos dos centros históricos tombados ou cadastrados pelo Iphaep e Inventário dos bens imóveis protegidos pelo Iphaep, localizados no município de João Pessoa/PB.

“A proposta era que os trabalhos fossem sendo executados, gradativamente, pelos alunos vinculados ao UBTech Office, contemplando várias etapas, sendo a primeira com duração de um pouco mais de três meses (entre 17/08/2017 a 30/11/2017),”, explica a gestora do Iphaep. “Para nossa plena satisfação, enquanto clientes do Unipê, todos os passos foram plenamente atendidos, conforme pudemos observar nos dois relatórios, mapas e CDs que nos foram entregues pelo pessoal do UBTech Office”.

Etapas cumpridas – No caso específico do Inventário, seguindo a orientação dos técnicos do Iphaep, constavam as seguintes atividades a serem desenvolvidas pelos alunos: pesquisa documental para levantamento de informações históricas referentes aos bens inventariados; levantamento em campo para coleta de dados: preenchimento de ficha de inventário e registro fotográfico; produção de croquis de localização e implantação do imóvel e sistematização dos dados coletados: preenchimento de fichas de inventário digitais, com inserção de fotografias e croquis.

Já no tocante ao projeto de Atualização Cartográfica do Iphaep, foram elencadas as seguintes atividades: identificação da área a ser trabalhada na ferramenta Google Earth para, por meio da sobreposição dos mapas, realizar o registro atualizado do traçado das ruas, praças e quadras; realizar a divisão das quadras em lotes, de acordo com as informações adquiridas, utilizando a ferramenta Google Street View para identificação da numeração dos imóveis; traçar os perímetros das poligonais de tombamento e/ou cadastramento e formatação do arquivo, seguindo a padronização de penas e legendas pré-definidas.