João Pessoa
Feed de Notícias

Intervenção em grafite promove arte e cultura nos muros de Areia

sexta-feira, 16 de setembro de 2011 - 12:43 - Fotos:  Secom-PB

Um mural em grafite contando a história do médico e pesquisador cultural Simeão Leal foi desenhado nos muros do prédio que abriga o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, em Areia. A intervenção artística foi realizada dentro da programação de artes plásticas do 12º Festival de Artes de Areia, cuja programação segue até este domingo (18).

Quatro grafiteiros das cidades de Campina Grande e João Pessoa foram convidados para desenvolver o trabalho. O mural foi inspirado na vida e obra do crítico cultural, que é natural de Areia, e retratou em imagens e textos a sua história.

Ao longo do dia os grafiteiros Gigabrow, Jailson Múmia, Ítalo Sponja e Marcelo Lopes desenvolveram quatro obras. O arte-educador Gigabrow, de João Pessoa, avaliou a intervenção como uma forma de ação direta, ao utilizar a arte educativa e a linguagem artística das ruas para alcançar a população.

De acordo com a coordenadora de artes plásticas Camila Geracelly, a intervenção serviu para estreitar os laços entre os moradores da cidade e a história cultural de Areia. Camila explica que a ação também buscou divulgar a arte do grafite e mostrar as possibilidades de sua aplicação como, por exemplo, no campo da educação e da história.

“A intervenção foi acompanhada pelos moradores da cidade e principalmente pelas crianças, que tiveram a oportunidade de ver pela primeira vez uma intervenção como essa”, afirmou. Ainda de acordo com Camila, a intervenção despertou nas pessoas não apenas o desejo de conhecer a própria cultura, como também se aproximar da arte do grafite.

O festival – Aberto na quarta-feira (14), o Festival de Arte de Areia reúne 650 participantes entre artistas, grupos, intelectuais e profissionais da cultura. Ao todo, serão 100 atividades durante os cinco dias do evento.

Criado em 1976, o Festival de Artes de Areia foi realizado consecutivamente até 1982, quando foi interrompido por se caracterizar como espaço de efervescência política em pleno declínio do regime militar. Ao longo das últimas décadas, o evento aconteceu de forma esporádica, sem previsão de continuidade, sendo registradas as últimas edições nos anos de 2005 e 2008.

A programação completa e as notícias do festival podem ser acessadas no site http://www.festivaldeareia.pb.gov.br.