Fale Conosco

22 de dezembro de 2011

Interpa aprova mais de R$ 1 milhão em crédito fundiário para 26 famílias rurais



Mais 26 famílias agricultoras de seis municípios foram beneficiadas nesta semana com crédito fundiário no valor de R$ 1,170 milhões, aprovado pelo Instituto de Terras e Planejamento Agrícola do Estado (Interpa). O crédito foi anunciado nessa terça-feira (20) para trabalhadores rurais de Algodão de Jandaíra, Bom Sucesso, Brejo dos Santos, Esperança, Jericó e Mato Grosso.

Neste ano, o crédito fundiário beneficiou 160 famílias, liberando R$ 9,8 milhões, o que corresponde a mais do que o dobro do que foi liberado no exercício de 2010. A aprovação de pedidos de crédito fundiário é feita a cada dois meses, em média, depois que o Interpa recebe pedidos aleatórios de quem deseja crédito para aplicar na terra.

Entre as áreas beneficiadas neste novo lote está a da Associação Comunitária Rural da Cachoeirinha, no Sítio Cachoeira, em Bom Sucesso. “Com o dinheiro aprovado pelo crédito fundiário, as famílias poderão estruturar a área e trabalhar pelo desenvolvimento da associação”, disse o presidente do Interpa, Nivaldo Magalhães.

Os pedidos de empréstimo por meio do programa de Crédito Fundiário são analisados rotineiramente pela câmara técnica, que reúne instituições e entidades ligadas às questões rurais no Estado, sob a coordenação do Interpa. “Caso a documentação e os pré-requisitos dos solicitantes estejam de acordo com os critérios do programa, o dinheiro começa a ser liberado em 120 dias”, explicou.

Financiamento facilitado – O programa de Crédito Fundiário é do Governo Federal, mas coordenado pelos Estados. O recurso é usado na estruturação necessária para a produção, assistência técnica e extensão rural das áreas beneficiadas.

Além da terra, o agricultor pode construir a casa, preparar o solo, comprar implementos, ter acompanhamento técnico e o que mais for necessário para se desenvolver de forma independente e autônoma. O financiamento pode tanto ser individual quanto coletivo.

O programa possui condições diferenciadas de acordo com o valor do financiamento contratado. As liberações podem chegar a R$ 40 mil por família, na Paraíba, com pagamento em até 20 anos, incluindo três anos de carência.