Fale Conosco

13 de outubro de 2017

Internos do Lar do Garoto iniciam curso profissionalizante de operador de computador



Trinta socioeducandos do Lar do Garoto, unidade da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida, em Lagoa Seca, estão sendo beneficiados com curso profissionalizante de operador de computador, ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai.

O curso é fruto da parceria entre a Fundac e o Ministério Público do Trabalho, em Campina Grande, através do projeto ‘Aprendizagem do Sistema Socioeducativo’, que busca profissionalizar jovens em situação de vulnerabilidade e em conflito com a lei. Assistem as aulas socioeducandos em cumprimento de medida em regime fechado, liberdade assistida ou prestando serviços à comunidade.

A parceria entre a Fundac e o MPT – CG, já beneficiou 85 socioeducandos do Lar do Garoto, com cursos profissionalizantes que são oferecidos pelo Senai, entre eles os de confeiteiro, montador de calçados e instalador hidrossanitário. Segundo Luzivone Lopes, coordenadora pedagógica da Unidade, o curso de operador de microcomputador é o quarto desta parceria que se encerrará, ainda este ano, com curso de serigrafia.

A aula inaugural do curso aconteceu na segunda-feira (9), no refeitório da unidade socioeducativa onde, duas turmas compostas por 15 alunos (cada), cumprirão carga horária de 80 horas durante 20 dias úteis consecutivos.

Na ocasião os socioeducandos tiveram a oportunidade de ouvir o presidente da Fundac, Noaldo Meireles; o diretor da unidade, Luiz Antônio, a coordenadora pedagógica, Luzivone Lopes; o professor do Senai, Glaucio Sousa de Oliveira; a oficineira Janaína Oliveira e o vice diretor, Josenberg Pereira.

“Esta é a quarta etapa do Convênio com MPT e cada curso abre duas importantes perspectivas na vida de cada socioeducando, a de progressão durante as avaliações e a de profissionalização para uma melhor oportunidade de emprego após o cumprimento da medida”, disse Noaldo Meireles, presidente da Fundac, aconselhando os socioeducandos quanto ao aproveitamento do curso.

Durante a sua fala, o diretor do Lar do Garoto, Luiz Antônio, agradeceu o empenho de todos que fazem a Escola Integral Cidadã Integral na Unidade, em nome de Luzivone Lopes e Janaína Oliveira, que estão à frente da articulação dos cursos junto ao Senai, e falou um pouco sobre o sentimento de gratidão e alegria em poder participar da aula inaugural junto aos socioeducandos e toda a equipe de trabalho do Lar do Garoto.

Segundo o professor do Senai, o aprendizado depende do esforço de cada aluno. “Estou aqui para facilitar a aprendizagem de vocês, e a melhor maneira de fazer com que aprendam é dando o melhor de mim e assim, o farei”, disse Gláucio Sousa.