Fale Conosco

26 de novembro de 2013

Inscrições para Prêmio Criança.PB e Concurso de Boas Práticas terminam sexta-feira



As inscrições para o III Prêmio Criança.PB de Jornalismo (Enfrentando a Violações de Direitos de Crianças e Adolescentes) e para o I Concurso de Boas Práticas – Em Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes terminam nesta sexta-feira (29). A solenidade de entrega da premiação, que neste ano é de R$ 34,3 mil, incluindo todas as categorias, está marcada para o dia 18 de dezembro.

As inscrições ainda podem ser feitas através do download e preenchimento de um formulário que está disponível no site da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano, dentro do Portal do Governo. Em seguida, a ficha deverá ser enviada para o email criancapb@gmail.com ou entregue na sede do Criança.PB, que fica na Ong Amazona, localizada na Rua João Amorim, nº 342, Centro de João Pessoa.

O III Prêmio de Jornalismo tem o objetivo de estimular profissionais da comunicação e estudantes universitários dos cursos de Comunicação Social a tratarem em suas matérias temáticas ligadas à infância e adolescência. Cada profissional pode inscrever até três trabalhos tratando de assuntos como violações de direitos de crianças e adolescentes, abuso e exploração sexual infantojunvenil, negligência e abandono, enfrentamento ao trabalho infantil, experiências exitosas de organizações governamentais e não governamentais que preconizem o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Serão premiados os três primeiros lugares em seis categorias de jornalismo: jornalismo impresso, jornalismo na internet, radiojornalismo, telejornalismo, fotojornalismo, e a nova categoria universitária, para estudantes de Comunicação Social. Os primeiros colocados ganharão R$ 3 mil, e os segundos e terceiros lugares ganharão R$ 1,5 mil e R$ 1 mil, respectivamente. Já na categoria universitária o primeiro colocado será premiado com R$ 1 mil, e os segundos e terceiros lugares com R$ 500,00 e R$ 300,00, respectivamente.

Já o I Concurso de Boas Práticas tem por objetivo premiar instituições com experiências exitosas na área da infância e adolescência. O primeiro lugar será premiado com R$ 5 mil e gravação de um documentário sobre a organização. Podem participar, instituições públicas ou privadas de âmbito estadual ou local, organizações não governamentais e da sociedade civil, assim como organizações de crianças ou jovens, centros de pesquisa, conselhos tutelares, conselhos municipais de direito, fóruns e redes de proteção de crianças e adolescentes.

Para concorrer, as organizações precisam ter registro no Conselho Municipal de Direito da Criança e do Adolescente do seu respectivo município, conforme o artigo 91 do Estatuto da Criança e do Adolescente.