Fale Conosco

22 de novembro de 2012

Inscrições para o II prêmio Criança.PB de Jornalismo terminam nesta sexta-feira



As inscrições para o II Prêmio Criança.PB de Jornalismo encerram-se nesta sexta-feira (23). Os candidatos podem concorrer com trabalhos em cinco categorias: jornalismo impresso, telejornalismo, radiojornalismo, jornalismo na internet e fotojornalismo. A premiação é realizada pelo portal Criança.PB, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh), e o tem como tema: “Infância e adolescência como prioridade absoluta”.

A cerimônia de premiação acontece no próximo dia cinco (5) de dezembro e os três primeiros lugares de cada categoria receberão um troféu e uma quantia em dinheiro de até R$ 1.500,00. Os trabalhos jornalísticos devem ter sido veiculados de 1º de janeiro deste ano até o último dia de inscrições (23/11).

Para participar, é preciso preencher a ficha de inscrição e entregá-la na sede do Criança.PB, localizado na ONG Amazona – Associação de Prevenção à Aids, na rua João Amorim, 342, Centro, João Pessoa. As regras listadas no regulamento (também disponível no site) devem ser observadas para que a inscrição seja confirmada. Mais informações no site www.crianca.pb.gov.br.

A coordenadora do portal Criança.PB, Janaína Araújo, explica que o objetivo do concurso é incentivar os jornalistas a produzirem matérias de uma maneira propositiva e ampliada, no sentido de promover e divulgar os direitos de crianças e adolescentes.

“No primeiro concurso, em 2010, tivemos como tema os 20 anos do ECA, que foi um marco histórico. Agora, trabalhar com ‘prioridade absoluta’ é fazer com que os profissionais pensem a infância e a juventude como prioridades nas diversas áreas, como saúde, educação, segurança e até mesmo o orçamento público. São várias as maneiras possíveis de trabalhar o tema”, contou.

O que diz a lei – De acordo com o artigo 227 da Constituição Federal, é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à saúde, à alimentação, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e a convivência familiar e comunitária.