João Pessoa
Feed de Notícias

Idéia é viabilizar Armário do Conhecimento e o Inclusão Digital como Fonte de Cultura

terça-feira, 11 de maio de 2010 - 15:42 - Fotos: 
A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) assinou na segunda-feira (10), um Termo de Cooperação Técnica e Financeira com o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço de Aprendizagem Industrial (Senai), em solenidade na sede do órgão estadual, no Bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. O objetivo é viabilizar os programas Armário do Conhecimento e o Inclusão Digital como Fonte de Cultura, voltado para o bem-estar e crescimento intelectual dos colaboradores da empresa.

O evento contou com a presença do presidente do órgão, Alfredo Nogueira Filho, mais os diretores Narciso Martins (Administrativo) e Ricardo Moisés (Operação e Manutenção); do vice-presidente da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep), Romualdo Farias; da diretora de Planejamento e Marketing do Sesi/Senai, Patrícia Gonçalves, e do gerente do Centro de Atividades Pedro Franciscano do Amaral, Marcelo Krau.

O diretor presidente Alfredo Nogueira Filho abriu a sessão de discursos e destacou a importância de parcerias na área da responsabilidade social empresarial para a saúde física e mental do colaborador, bem como para o fator motivacional desse funcionário. “Quando tive experiências profissionais em outros ramos, pude perceber a importância de projetos empresariais voltados para a manutenção da saúde, bem-estar e qualificação do servidor. Um investimento dessa natureza é benéfico para os dois lados, colaborador e empresa”, afirma.

Segundo a diretora de Planejamento e Marketing do Sesi/Senai, Patrícia Gonçalves de Oliveira, essas são as primeiras de muitas parcerias futuras entre as duas instituições. “Ainda temos inúmeros serviços a oferecer nas mais diversas áreas, como educação, saúde, lazer, saúde, responsabilidade social, serviços tecnológicos, gestão, capacitação, dentre outras”, disse. Para ela, a Cagepa enquanto indústria faz parte do público-alvo dos serviços do Sesi/Senai e pode dispor a qualquer momento dos serviços do grupo.

O programa – O Armário do Conhecimento e o Inclusão Digital como Fonte de Cultura surgiram da visível deficiência dos alunos trabalhadores em leitura e na linguagem da informática. Segundo a proposta original, o objetivo é priorizar atividades lúdicas de leitura que despertem o interesse e o prazer do hábito de ler, bem como capacitar os alunos para a nova realidade do mercado de trabalho, que exige cada vez mais conhecimentos técnicos na área virtual.

Um computador com acesso livre e uma estante repleta de títulos já estão expostos na recepção da Companhia. Segundo Luiz Célio, subgerente de Desenvolvimento Humano da Cagepa, os colaboradores poderão utilizar o serviço em qualquer horário, inclusive durante o expediente. “Com isso nós pretendemos estimular o hábito da leitura entre os colaboradores”, concluiu.

Da Assessoria de Imprensa da Cagepa