Fale Conosco

19 de fevereiro de 2016

Htop realiza projeto ‘Dia de Príncipe’ com pacientes internos



O Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba (Htop), unidade de saúde de retaguarda do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, está desenvolvendo o projeto ‘Dia de Príncipe”, oferecendo corte de cabelo e fazendo a barba dos pacientes internados na ala masculina. O resultado do trabalho reflete-se diretamente na autoestima dos atendidos. A iniciativa foi idealizada pela técnica de enfermagem do hospital, Wanúcia Kelly Belarmino.

Wanúcia integra a Comissão de Pele do hospital e contou que se sentiu muito sensibilizada quando um paciente cirurgiado em decorrência de fraturas nos dois braços lhe pediu que fizesse sua barba. “Me senti muito tocada com aquele pedido, pois naquela situação ele encontrava-se muito limitado e demonstrava tristeza. Depois de atendido, notei que ficou bastante contente ao se olhar no espelho. A partir daquele momento, passei a cortar o cabelo e fazer a barba dos pacientes”, contou.

A gerente de Assistência e Logística do Htop, Samara Furtado Cordeiro, falou entusiasmada sobre o projeto. “Estamos muito felizes com os resultados apresentados. É muito perceptível a alegria dos pacientes que estão recebendo esses cuidados. É louvável a atitude de gentileza e generosidade da Wanúcia, contagiando toda a equipe da assistência que abraçou a iniciativa”, explicou.

“Estamos realizando um trabalho humanizado para nossos pacientes, visando seu bem estar e conforto, uma vez que eles se encontram no leito hospitalar, fora de seu ambiente familiar, o que provoca momentos de estresse e tristeza”, ressaltou a coordenadora de enfermagem do Htop, Cátia Jussara Pereira. Ela disse ainda que o que está acontecendo na instituição de saúde é o oferecimento de um atendimento humanizado, que concilia um comportamento ético aliado ao conhecimento técnico, voltado para cuidados focados às necessidades dos pacientes.

“A minha autoestima estava em baixa e, quando me olhava no espelho,  sentia-me muito feio. Mas, depois de cortado o meu cabelo e feita a minha barba, fiquei mais animado, e agora estou bem melhor”, foi o que revelou o paciente José Rodrigues da Silva, 61anos, internado no Htop depois de sofrer fratura de fêmur.

O paciente Manoel Fernandes da Silva, 50 anos, levado para a unidade hospitalar após ter sofrido fratura na perna, também elogiou a ação. “Após os cuidados que recebi no cabelo e na barba sinto-me bem melhor. Estou muito agradecido à equipe”, frisou.