João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital registra aumento de 30% no atendimento de urgência e emergência

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010 - 12:34 - Fotos: 

Por causa da greve dos ortopedistas e traumatologistas do Hospital Antônio Targino, o movimento no setor de urgência e emergência do Hospital Regional de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes já registra um acréscimo de 30% em relação aos dias anteriores. Por dia, o Hospital atende em média 90 pessoas nas especialidades de ortopedia e traumatologia. Desde a última segunda-feira que esse número subiu para 120 atendimentos diários. Somente na segunda-feira, foram feitos das 13h às 20h, 100 suturas.
         
O diretor técnico do Hospital, Crismarcos Rodrigues,afirmou que o Hospital Regional já trabalha no limite de sua capacidade operacional. O Hospital, conforme Crismarcos, atende pacientes não só de Campina Grande, mas de 170 municípios paraibanos e até de outros Estados. A diretoria teme que a superlotação causada em decorrência da greve dos profissionais de Antônio Targino, comprometa o atendimento no Hospital Regional.
     
Para garantir o atendimento e evitar que as pessoas voltem sem receber assistência médica, o diretor geral do hospital, João Menezes, já solicitou da Secretaria de Saúde dois equipamentos. Foram solicitados uma caixa de material neurocirúrgico para o atendimento de neurocirurgia e um Intensificador. A diretoria aumentou o número de ortopedistas de plantão. Antes, o Hospital funcionava com dois ortopedistas. Desde segunda-feira, que o hospital está operando com  três profissionais fazendo o atendimento nas especialidades de ortopedia e traumatologia. O  Hospital Regional é polo na região e referência no atendimento nos casos de alta complexidade.

No limite

No começo da semana o diretor administrativo do Hospital Regional Márcio Rocha, lembrou que o hospital já trabalha no limite. Assim, seria complicado atender  nova demanda excepcional. Por dia, o atendimento geral no Hospital chega a atingir as 300 pessoas, sendo 90 na parte de ortopedia e traumatologia, que dá um total de 10 mil atendimentos mensais. Durante o final de semana, o hospital realiza em média, 250 atendimentos no setor de ortopedia e pouco mais de 120 procedimentos.
            
No último final de semana não houve superlotação como se esperava, mas a procura foi maior do que os demais finais de semana. Único hospital público a atender pacientes do SUS em todas as especialidades com médicos plantonistas 24h, o Hospital Regional se tornou referência no Estado. O Hospital atende pacientes de 170 municípios paraibanos e até de outros estados.

Da Assessoria de Imprensa do Hospital Regional