João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital Regional de CG atendeu mais de 100 mil pessoas em 2009

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 - 18:10 - Fotos: 

Números que traduzem a importância do Hospital Regional de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes para Campina Grande e região. No ano passado, o Hospital atendeu mais de 100 mil pessoas. Os dados divulgados na quarta-feira (20) pela Diretoria Técnica da unidade hospitalar revelam que entre janeiro e dezembro do ano passado, 116.384 pessoas foram assistidas em 18 especialidades médicas.

Embora criado parar ser um hospital de urgência e emergência, muitas pessoas ainda procuram o atendimento ambulatorial, principalmente na parte clínica e pediátrica. A diretoria tem implantado algumas medidas com intuito de fazer o hospital voltar à sua missão original. A média mensal em 2009 girou em torno de 10 mil procedimentos e, nos primeiros 15 dias de janeiro deste ano, o número já ultrapassa os cinco mil.

Acidentes com motos – Um dado e chamou a atenção dos ortopedistas do Hospital Regional. Durante 2009, os acidentes de motos lideraram de longe as estatísticas, sendo seguidos pelos casos de intoxicação, mordidas de cachorro e queimaduras. Quase 3 mil pessoas foram atendidas no setor de urgência e emergência, vítimas de acidentes de motos. Precisamente, 2.893 pessoas sofreram lesões traumatológicas nesses acidentes.

O mês em que o chamado transporte de duas rodas mais vitimou pessoas atendidas no Hospital Regional foi dezembro. Ao todo, 484 pessoas foram atendidas no setor de emergência naquele mês em decorrência do problema, muitas delas submetidas a cirurgias e que ficaram internadas por vários dias. Comparando-se os dados do último mês de 2009 com o primeiro de 2010 percebe-se um aumento de mais de 300%. Em janeiro foram 117 atendimentos contra os 484 de dezembro.

E os números continuaram crescendo no decorrer do ano. Em novembro por exemplo, foram registrados 292 atendimentos a pacientes vítimas de acidentes de motos, contra  276 em outubro e 327 em setembro. Em 2009 os acidentes de motos foram responsáveis por mais de 25% das ocorrências do, sendo seguido pelos casos de intoxicação.

Em 2009, além dos 2.893 atendimentos a pacientes vítimas de acidentes de motos, o Hospital Regional registrou ainda 1.539 a pessoas com intoxicação, 776 mordidas por cachorro, 610 por queimaduras, 280 vítimas de picadas de cobras 523 por picadas de escorpião. Foram registrados ainda no ano passado 339 casos de acidentes de carro, 285 atropelamentos, 354 atendimentos a pessoas feridas a tiros e 311 atendimentos a vítimas de facadas.

Resumo – A soma de todos os números de 2009 resultou na marca de mais de 116 mil atendimentos a pessoas de Campina Grande e mais de 170 municípios do Compartimento da Borborema. Em janeiro foram realizados 9.235 atendimentos; em fevereiro 7.950; em março 10.553; em abril 9.920; em maio 10.333; em junho 9.456; em julho 10.056 em agosto 10.015 e em setembro 9.581 e outubro 9.468, contra 9.688 em novembro e 10.129 em dezembro.

O diretor geral do Hospital, João Menezes, lembrou que a unidade “mudou de fato a história da saúde de Campina Grande. É o único existente na cidade a atender aos pacientes do SUS em 18 especialidades como ortopedia, cirurgia, clínica médica, neurocirurgia, oftalmologia, urologia, cirurgia buco-maxilo-facial, anestesiologia, entre outras”. Por ter a missão de salvar vidas, a casa de saúde é especializada em atendimentos de urgência e emergência e realiza por mês uma média de 400 cirurgias.

Criado há quase nove anos pelo governador José Maranhão, é o único existente em Campina Grande a possuir todas as especialidades com médicos de plantão 24 horas para assistir usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Assessoria de Imprensa do Hospital Regional