João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital Geral de Mamanguape disponibiliza serviço de cartório na maternidade

sábado, 11 de julho de 2015 - 14:46 - Fotos: 

A maternidade do Hospital Geral de Mamanguape (HGM), da rede estadual de saúde, disponibiliza um serviço exclusivo de cartório dentro da unidade hospitalar. A parceria firmada entre a direção da unidade e o Cartório do Registro Civil de Mamanguape permite que os bebês já saiam do local com a certidão de nascimento.

 

A primeira criança registrada no HGM foi Ketilyn da Silva Conrado. Os pais da menina – Alessandro Silva de Andrade e Maria Carolina dos Santos Conrado – ficaram felizes com a facilidade do serviço. “Nunca tinha visto um cartório dentro de um hospital. É bem interessante, pois facilita. A criança já sai registrada e nem temos o trabalho de ir ao cartório. É um ótimo trabalho que ajuda muito a população”, avaliou Alessandro.

 

A partir da próxima segunda-feira (13), o HGM também vai oferecer outro serviço importante aos moradores do Vale do Mamanguape: o registro no Sistema Único de Saúde (SUS). Hoje, para ter a emissão do cartão de registro no SUS, o paciente precisa fazer seu registro na Secretaria Municipal de Saúde. Mas a partir de segunda-feira (13), o HGM também vai realizar o cadastro.

 

A diretora-geral do HGM, Isis Unfer, lembrou que a função do hospital não é apenas oferecer tratamento aos doentes, mas integrar os pacientes ao SUS. “O cartório e o serviço de registro no SUS são conquistas importantes para pacientes e moradores do Vale do Mamanguape. Tenho certeza que, com isso, quebramos a burocracia que tanto dificulta o acesso ao serviço público”, analisou Unfer.

 

Hospital Geral de Mamanguape – O HGM foi construído pelo Governo do Estado e inaugurado em 2 de julho de 2014. Em um ano de funcionamento, foram aproximadamente 60 mil atendimentos realizados em seus 20 leitos de clínica médica, 10 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), 12 leitos de pediatria e 15 leitos de maternidade. O número de trabalhadores envolvidos no funcionamento do HGM chega a quase 400 pessoas.

 

A unidade hospitalar foi projetada para ser referência de atendimento aos municípios que compõem o Vale do Mamanguape: Baía da Traição, Cuité de Mamanguape, Curral de Cima, Itapororoca, Jacaraú, Mamanguape, Marcação, Mataraca, Pedro Régis e Rio Tinto.