João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de trauma vai integrar programa SOS Emergências

sexta-feira, 8 de março de 2013 - 10:43 - Fotos:  Secom-PB

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, vai integrar o programa SOS Emergências. O anuncio foi feito na tarde dessa quinta-feira (7), em Brasília, pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

O projeto SOS Emergências é uma ação estratégica tripartite pactuada entre gestores para melhorar o atendimento e implementar o Componente Hospitalar no âmbito da Rede de Atenção às Urgências e Emergências (RUE), realizada em conjunto com os Estados, Distrito Federal e municípios para a qualificação da gestão e do atendimento de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) nas maiores e mais complexas portas de entrada hospitalares de urgência.

A presidenta da República, Dilma Rousseff, e o ministro Alexandre Padilha lançaram, em novembro de 2011, a iniciativa, que atualmente já abrange 12 hospitais de grande porte, localizados em dez capitais: Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Brasília (DF), Belo Horizonte (BH), Goiânia (GO), São Paulo, Porto Alegre (RS) e Ananindeua (PA). Até 2014, o programa vai alcançar os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, contemplando todos os 26 Estados e o Distrito Federal (DF).

Os hospitais selecionados são referências regionais, possuem mais de 100 leitos, tem pronto-socorro e realizam grande número diário de internações e atendimentos ambulatoriais. Os serviços da Rede Saúde Toda Hora englobam o SAMU 192, Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou o Hospital de Trauma da Paraíba como exemplo, já que muitas das ações implantadas pelo SOS Emergências fazem parte do dia a dia da unidade de saúde. “É muito importante verificar que já existem hospitais diminuindo as filas de atendimento. Com isso, acreditamos que o projeto só vem a somar com o belíssimo trabalho já desempenhado pela gestão pactuada do Hospital de Trauma de João Pessoa”, frisa.

Segundo o diretor técnico do Hospital, Edvan Benevides, essa parceria entre o Governo Federal, Governo do Estado da Paraíba e acompanhamento da Secretaria da Saúde do Estado com certeza trará benefícios reais e rápidos para a Gestão Pactuada  desenvolvida pela Cruz Vermelha Brasileira. “Receber o apoio e a mensagem de confiança do Ministro Alexandre Padilha com seu endosso neste Projeto é muito importante. Verificamos que já estamos, mesmo antes de sermos lançados no Programa, avançando nas metas e inovações do projeto, o que nos deixa bastante satisfeitos e estimulados em continuar melhorando o nosso serviço, visando assim uma melhor assistência ao usuário”, explica.

Investimentos – Cada um dos hospitais, dentro de suas especialidades, poderá receber anualmente R$ 3,6 milhões do Ministério da Saúde para custear a ampliação e qualificação da assistência da emergência. Também poderão receber individualmente até R$ 3 milhões para aquisição de equipamentos e realização de obras e reformas na área física do pronto-socorro, conforme necessidade e aprovação de proposta encaminhada ao Ministério da Saúde.

Funcionamento – Cada um dos hospitais terá um Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar instalado, que apoiará e orientará as medidas visando a melhoria da gestão e da qualidade assistencial. Os núcleos atuarão nesses hospitais permanentemente e serão formados pelos coordenadores dos serviços de urgência/emergência, das unidades e central de internação do hospital (incluindo as UTIs) e por um representante do gestor local.

O trabalho dos núcleos será acompanhado pelo Comitê Nacional de Acompanhamento do SOS Emergências, formado por representantes dos Hospitais de Excelência, Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (Conasems) e membros do Ministério da Saúde.

O comitê será coordenado pelo Ministério e tem a função de receber e encaminhar solução às questões apontadas pelos núcleos; monitorar, através de sala de situação, os produtos e resultados alcançados nas unidades; e manter os gestores locais informados do andamento das ações nos hospitais.

Parceiros – Por meio da estratégia SOS Emergências são feitas parcerias com o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) e com os seis Hospitais de Excelência no Brasil – Sírio Libanês, Albert Einstein, Hospital do Coração, Samaritano, Alemão Osvaldo Cruz e Moinhos de Vento – para ampliar a qualidade do atendimento realizado. A principal contribuição será por meio do Telessaúde, ferramenta de comunicação à distância que presta teleconsultoria e segunda opinião médica, além discussão de casos com equipe multiprofissional. Todos os hospitais terão pontos do Telessaúde instalados.

Os Hospitais de Excelência vão contribuir com a capacitação de profissionais e apoio à gestão hospitalar. As universidades e as sociedades de especialidades também serão convidadas para contribuir com o projeto dos hospitais.