Fale Conosco

5 de setembro de 2016

Hospital de Trauma será referência médica no maior evento estudantil esportivo do Brasil



O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, será a unidade de saúde referência para casos de urgência e emergência, principalmente em se tratando de Ortopedia, durante a realização dos Jogos Escolares da Juventude que serão realizados na Capital. Para isso, foi assinado um Termo de Compromisso, na manhã desta segunda-feira (5), por toda rede hospitalar do Estado. A reunião aconteceu no auditório da instituição.

Para a gerente operacional da Secretária de Estado da Saúde, Tatiana Pena Forte, a reunião foi para discutir as logísticas do evento em termos de saúde e ratificar o compromisso do Governo do Estado com esses atletas. “Firmamos o compromisso de oferecer a melhor assistência a esses atletas, com toda estrutura de rede hospitalar e pré-hospitalar à disposição deles”, frisou.

Segundo a diretora geral da instituição, Sabrina Bernardes, as equipes médicas e multidisciplinares durante os jogos estarão reforçadas. “Estaremos em alerta verde no plano de gerenciamento de crise, isso significa que, nossa equipe estará reforçada e preparada para receber pessoas se houver alguma intercorrência no evento”, ressaltou.

A sede da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude, para atletas de 12 a 14 anos, será na cidade de João Pessoa nos dias 20 e 29 de setembro. A competição é a porta de entrada para a categoria estudantil do Bolsa Atleta, do governo federal. Esta não será a primeira vez que a capital paraibana receberá uma edição dos Jogos Escolares da Juventude. Em 2011, ela foi palco da competição, que reuniu atletas de 12 a 14 anos de todo o País. E em 2007, 2008 e 2014 foi sede dos Jogos para atletas de 15 a 17 anos.

Plano de Gerenciamento de crise – Durante catástrofes ou acidentes envolvendo múltiplas vítimas, o plano de gerenciamento de crises do Trauma realiza articulações internas e com toda a rede de Urgência e Emergência do Estado, já que em situações extremas os atendimentos de menor complexidade têm que ser direcionados aos outros hospitais da Rede e os de maior complexidade é concentrado no hospital, onde são reforçadas as equipes médicas e multidisciplinar e simultaneamente nos pacientes mais graves são realizados procedimentos cirúrgicos.