Fale Conosco

22 de setembro de 2011

Hospital de Trauma se une a órgãos de trânsito para diminuir número de vítimas



O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena se uniu a órgãos de trânsito nesta quinta-feira (22), durante a Paralisação Internacional para o Trânsito, no Centro de João Pessoa. Embora tenha havido diminuição de 5,66% nos primeiros sete meses desse ano no número de vítimas de acidente de trânsito envolvendo carro, moto, ônibus e atropelamento, em relação ao mesmo período do ano passado, a unidade de saúde quer contribuir com a qualidade de vida da população, reduzindo a taxa de vítimas recebidas pelo hospital.

De acordo com o Serviço de Arquivo Médico e Estatística (Same) do Hospital de Trauma, o maior número de vítimas de acidente de trânsito ainda é provocado pelas motocicletas. Nos primeiros sete meses desse ano foi registrada a entrada de 3.547 acidentados – no mesmo período do ano passado, foram 3.731 vítimas.

Desde a última terça-feira (13), o Trauma vem se mobilizando em atividades internas como parte da programação da Campanha de Prevenção de Acidentes de Trânsito, envolvendo o Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Superintendência de Transportes e Trânsito de João Pessoa (STTrans) e a Superintendência da Polícia Rodoviária Federal na Paraíba (PRF-PB).

Palestras – No Hospital de Trauma já foram ministradas quatro palestras envolvendo a temática: “Segurança no Trabalho e Segurança no Trânsito”; “Educação para o Trânsito”; e “Primeiros Socorros”; e “Riscos de Acidentes na Estrada”, realizada hoje pelo coordenador do Departamento de Educação da PRF-PB, Egue Porto.

O objetivo principal das atividades é sensibilizar os participantes sobre a importância da prevenção dos acidentes de trânsito, propondo-lhes mudanças e atitudes firmes, bem como o redirecionamento de ações e valores adotados no trânsito.

De acordo com a coordenadora do Departamento de Educação para oTrânsito do Detran-PB, Abimadade Vieira, somente por meio da mudança e do respeito às normas de circulação e conduta nesse espaço é que será possível transformar a realidade atual, tornando o trânsito mais humano, com menos acidentes e mortes.

Para o diretor geral do Trauma, Ginaldo Lago, as atividades externas e internas desenvolvidas nesta campanha é um momento especial de reflexão sobre o trânsito. “Convidamos os funcionários e usuários do hospital, como também a população em geral, para participar desse debate, pois precisamos mudar nosso comportamento e ter atitudes mais solidárias”, destacou.

Na atividade realizada durante essa manhã, o hospital, em parceria com a Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba, disponibilizou uma equipe multidisciplinar para atender o público presente com exames de verificação de glicose, pressão arterial, avaliação e orientação nutricional. Houve ainda atividades culturais, como a apresentação de uma peça de teatro sobre prevenção de acidentes no trânsito, entre outros eventos.