João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de Trauma recebe visita da Defensoria Pública da Paraíba

sexta-feira, 4 de agosto de 2017 - 18:02 - Fotos: 

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, recebeu a vistoria do Núcleo de Saúde da Defensoria Pública do Estado da Paraíba, nesta sexta-feira (4), e foi bastante elogiado por integrantes da comissão. Para a defensora e coordenadora do Núcleo de Saúde, Maria dos Remédios Mendes, o grande diferencial da unidade de saúde é a gestão.

“Nós fomos muito bem recebidos na instituição e esperamos firmar parcerias, pois temos o mesmo objetivo, que é estender as mãos de eficiência aos seus assistidos em relação à saúde”, afirmou Maria dos Remédios logo após a visita.

O gerente médico da unidade de saúde, Fagner Dantas, mencionou que a equipe que visitou a unidade saiu satisfeita. “As áreas mais complexas do hospital foram visitadas, e foi constatada a nossa dificuldade com relação à transferência de pacientes que estão fora do nosso perfil. Por isso, tenho certeza que eles saíram daqui visualizando o Hospital de Trauma com uma estrutura capaz de atender e solucionar os casos mais complexos”, afirmou.

Para o superintendente do Hospital de Trauma, Milton Pacífico, a visita do Núcleo só constata o trabalho realizado pelo Governo do Estado, em parceria com a Cruz Vermelha Brasileira, dentro da unidade de saúde, com uma política focada no paciente. “É extremamente importante receber pessoas com olhares críticos para fazerem um comparativo com toda rede hospitalar. A verdade é que com comprometimento e muito trabalho fazemos a diferença no atendimento”, reforçou.

A coordenadora do setor jurídico do hospital, Raquel Borges, explicou que a instituição atende todas as exigências legais e normativas do Ministério da Saúde e Órgãos de Controle. “É notório o contraste com outros hospitais de emergência da Capital. A Cruz Vermelha em parceria com o Governo do Estado trabalha em busca da excelência na prestação dos serviços de saúde e no processo de humanização continuada com nossos profissionais, pacientes e acompanhantes. Isso faz toda a diferença. Mesmo sendo de alta complexidade, a unidade hospitalar consegue se destacar, sendo uma das principais portas de emergência do Estado”, comentou.