João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de Trauma promove melhorias no setor farmacêutico

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 - 19:35 - Fotos: 

Foto: Secom-PB

Visando o melhor atendimento e funcionamento da instituição, o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena realizou uma série de melhorias em sua farmácia. A iniciativa visa evitar que os medicamentos fiquem armazenados em diversos setores do Hospital, além de assegurar uma distribuição precisa para os pacientes internados.

Segundo a coordenadora da Farmácia, Juciléia Oliveira, todos os medicamentos passam por um processo de individualização, envase, etiquetagem e dispensação, sendo depois disponibilizados em kits organizados por pacientes, horários e doses. A medicação segue conforme a prescrição médica encaminhada diariamente ao setor. “Por meio destes processos, o Trauma assegura uma distribuição precisa dos medicamentos aos seus pacientes, proporcionando segurança e evitando desperdícios”, observou.

O Hospital também investiu na melhoria do processo de rastreabilidade dos medicamentos em suas unidades com o Sistema de Código de Barras, que permite que todos sejam identificados com lote, validade, laboratório, fabricante e apresentação do produto. Na prática, essa ação significa mais rapidez, segurança e melhoria no fluxo dos medicamentos, com controle absoluto desde a chegada no hospital até a administração final em cada paciente.

A coordenadora explicou que as farmácias distribuídas nos setores da unidade de saúde, principalmente as hospitalares, dependem de uma logística bastante complexa quanto ao abastecimento e distribuição de medicamentos. Como cabe a elas prestar serviços destinados à saúde, é necessário que tenham em estoque todos os medicamentos prescritos para o bom andamento da instituição.

“O setor farmacêutico do Trauma funciona 24 horas, todos os dias, e conta com uma equipe composta por nove farmacêuticos, 36 auxiliares de farmácia e administrativos. Além do centro de distribuição, o Trauma ainda dispõe de um núcleo de abastecimento farmacêutico, farmácia central, farmácia de emergência e farmácia do bloco”, explicou Juciléia.

Reforma – O centro de distribuição da farmácia também passou por mudanças significativas. O galpão utilizado para armazenar os medicamentos foi restaurado, climatizado e ampliado. “Os remédios que antes eram colocados de forma inadequada ganharam espaços específicos para cada fim. Com isso, acredito que ganhamos no aproveitamento do espaço, do material e na distribuição final”, destacou o diretor executivo da unidade de saúde, Saulo Esteves.