João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de Trauma lança a campanha “Marcas que Ficam Para Sempre” 2016

terça-feira, 31 de maio de 2016 - 16:45 - Fotos: 

Com o objetivo de diminuir as queimaduras no período do mês de junho, em que acontece uma das festas mais tradicionais da região, o São João, acontece paralelamente há 14 anos a Campanha de Prevenção às Queimaduras “Marcas que Ficam Para Sempre”, do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. O lançamento da edição deste ano aconteceu nesta terça-feira (31), no auditório da instituição, e contou com a presença da direção, profissionais da saúde e jornalistas.

A Paraíba é o único Estado brasileiro a manter por 14 anos ininterruptos uma campanha de prevenção a queimaduras e o resultado já pode ser visto, como por exemplo, a redução da mortalidade infantil por queimaduras, já que, segundo as estatísticas do hospital, essa faixa de 0 a 12 anos é a mais comprometida.

Para o coordenador da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ), Saulo Montenegro, o sucesso da campanha faz parte do comprometimento do Governo do Estado e da unidade hospitalar junto às equipes. “Nossas conquistas são gradativamente e é uma resposta do que está dando certo. Além da campanha de prevenção, incorporamos ações sociais como mutirão de tratamento de sequelas de queimaduras, atualização da equipe, cursos de aperfeiçoamento. Esse ano a campanha terá um incremento a mais quando vamos trazer profissionais de outros estados para esclarecer sobre novas tecnologias de queimaduras e esperamos mais uma vez o sucesso de outros anos”, salientou.

Para a coordenadora geral do Hospital de Trauma, Sabrina Bernardes, a campanha traz um diferencial, que é educar uma geração. “Está num ambiente social, como comunidades e escolas, é a melhor formar de cuidar deles, pode até demorar, mas vamos contribuir para formar cidadãos conscientizados. Imagine se a gente conseguir manter a campanha por mais dez anos? Serão 24 anos de prevenção, vou ter uma população consciente do risco e mais atenta, e é isso que importa no final”, frisou.

Este ano mais escolas e abrigos poderão assistir à palestra de prevenção. Segundo a coordenadora de enfermagem da UTQ, Dessirée Mazocco, há muito conhecimento para disseminar na sociedade, mesmo a campanha tendo já mais de uma década.  “A instituição ainda recebe muitas pessoas vítimas de queimaduras e que não têm a mínima ideia do que fazer, a exemplo de pessoas que passam produtos químicos como: água sanitária e ainda passam açúcar e café no ferimento. Por isso, queremos ampliar esse conhecimento para crianças e adultos”, completou.

Além de palestras nas escolas, haverá uma ação social com panfletagem na orla da Capital, nos bairros de Tambaú e Cabo Branco, juntamente com a equipe de multiprofissional da unidade de saúde. No local serão oferecidos os serviços de aferição de pressão e teste de glicemia.

Dicas - Em caso de queimaduras graves, não é recomendado passar nenhum tipo de produto caseiro. A vítima deve colocar a parte atingida em água corrente, envolver com pano limpo e úmido e se direcionar ao Hospital de Trauma.  Ano passado deram entrada na unidade de saúde 1.234 pacientes, um número pouco menor do que em 2014, quando entraram 1.327, uma redução de 7,6%.