Fale Conosco

7 de outubro de 2016

Hospital de Trauma é sede do Fórum Paraibano de Ouvidores



O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, foi sede da reunião do Fórum Paraibano de Ouvidores (Fopo). Na ocasião, foram discutidas ações de melhoria dos serviços de ouvidoria, a interação das instituições, em prol do fortalecimento da cidadania, entre outros assuntos.  O encontro aconteceu, no auditório da unidade hospitalar, na tarde dessa quinta-feira (6), contando com as presenças das ouvidorias de instituições públicas e privadas.

O coordenador do Fopo, o procurador Doriel Velozo, ouvidor do Ministério Público da Paraíba, falou sobre a importância destes encontros, no que se refere ao fortalecimento das ouvidorias como instrumento de cidadania. “Na medida em que estamos juntos trocando experiências para uma escuta qualificada, o canal torna-se um instrumento de democracia participativa. Com isso, visamos sempre um atendimento de excelência e resolutivo para que os cidadãos se sintam participantes no processo democrático onde todos têm direitos e deveres”, destacou.

Já a coordenadora adjunta do Fopo, Maria Gorete de Rezende, ouvidora  do Hospital de Trauma destacou a vinculação e a procura do cidadão através deste canal, que serve como elo entre a instituição e o cidadão. “Hoje as ouvidorias são verdadeiros mecanismos de gestão e cidadania. Os usuários são elementos fundamentais nesta construção de politicas públicas para a melhoria dos serviços oferecidos pelas instituições”, explicou.

Segundo o superintendente da Cruz Vermelha Brasileira – filial RS, Milton Pacífico, a ouvidoria do hospital se tornou um dispositivo de gestão. “Atualmente, a nossa ouvidoria virou um mecanismo de gerenciamento e planejamento. Os dados fornecidos por ela nos embasam na construção das ações que serão desenvolvidas dentro do complexo hospitalar. Acreditamos que com a pactuação a ouvidoria cresceu e se tornou parceira na melhoria dos serviços oferecidos por esta instituição” disse.