João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de Trauma é contemplado no pacote de obras de João Pessoa

quinta-feira, 2 de agosto de 2012 - 17:55 - Fotos:  Cláudio César/Secom-PB

A construção do setor de acolhimento aos familiares do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena foi um dos destaques na área de saúde no pacote de obras anunciado pelo governador Ricardo Coutinho nesta quinta-feira (2), em comemoração aos 427 anos de João Pessoa. O conjunto de obras, que superam R$ 1 bilhão, foi apresentado durante solenidade no Teatro Santa Roza.

O setor de acolhimento aos familiares do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena será um anexo climatizado que vai ser construído na parte superior da unidade de saúde, e contará com 48 lugares, banheiros, bebedouros, sala de ouvidoria e estacionamentos para macas e cadeiras de rodas. A previsão de investimentos é da ordem de R$ 1 milhão.

O projeto está dentro da nova postura de atendimento humanizado da Instituição, que desde 2011 intensificou o programa de Acolhimento por Classificação de Risco, priorizando não apenas o atendimento nas emergências por ordem de chegada, mas, sobretudo, pela gravidade da condição clínica do paciente.

Sob os cuidados de uma equipe multidisciplinar, composta por profissionais de saúde e assistentes sociais, ainda na recepção do hospital, os pacientes são identificados e têm o atendimento definido. Ninguém fica sem receber atenção, mesmo nos casos daqueles que, por não se encaixarem no perfil de assistência médica do Trauma, são encaminhados para outra unidade de saúde.

Segundo o governador Ricardo Coutinho, o Hospital de Trauma passou a ser realmente uma instituição pública de saúde. “O Hospital de Trauma passou a ser público, pois agora ele realmente atende ao público, independente de interesses pessoais e políticos”, explicou.

Investimentos – O Hospital de Trauma da Capital recebeu mais de R$ 7 milhões em investimentos com recuperação, renovação, ampliação e manutenção dos equipamentos e instalações. Só na reforma da UTI elevou o número de leitos de 24 para 40, sendo18 leitos na unidade adulto, oito na unidade-2, seis na unidade semi-intensiva e oito na unidade do anexo, que fica no Hospital 13 de Maio. Contabilizando os leitos de retaguarda existentes nos hospitais Flávio Ribeiro Coutinho e Monte Sinai, a disponibilidade é de 47 leitos de UTI.