Fale Conosco

12 de junho de 2018

Hospital de Trauma de JP ministra palestra para crianças do projeto Beira da Linha



As atividades da campanha para prevenção de queimaduras “Marcas que Ficam Para Sempre”, promovida pelo Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, tiveram continuidade nessa segunda-feira (11) com uma palestra para as crianças do Projeto Beira da Linha, no bairro Alto de Mateus, com o objetivo de alertá-las sobre o perigo de fogos de artifícios, fogueiras e riscos de queimaduras no mês junino.

Para a coordenadora do Projeto Beira da Linha, Rosenilda Dias, a ação do Hospital de Trauma já é esperada pela criançada e tem feito a diferença na comunidade. “Este é o quinto ano que a equipe do Hospital de Trauma vem na nossa comunidade. As crianças ficam empolgadíssimas com o que aprendem e passam as informações para os familiares e amiguinhos, por isto, só temos que agradecer à unidade de saúde pela iniciativa”, ressaltou.

De acordo com a coordenadora de Enfermagem da Unidade de Tratamento Queimados (UTQ) da instituição, Desirée Mazocco, a meta principal é transformar a população de João Pessoa em agentes multiplicadores de informações. “Ao desenvolver atividades fora do hospital e que envolvam crianças, estamos contribuindo para educar e propagar conhecimentos, além de prevenir acidentes envolvendo queimaduras”, frisou.

Segundo a estudante Isabela Silva, 10 anos, cada vez que a equipe do Trauma vem ao projeto, ela aprende mais. “Ano passado aprendi como é perigoso soltar fogos de artifícios sem a presença de um adulto, hoje aprendi que tenho que levar a pessoa ferida com queimadura para o Hospital de Trauma, que é o hospital referência nestes casos”, salientou.

Projeto Beira da Linha – Há 26 anos a ONG atua na Comunidade do Alto do Mateus em João Pessoa, sobretudo no âmbito educativo, oferecendo atividades como: o letramento e outras complementares às da educação formal, incentivo ao esporte, cursos profissionalizantes e encaminhamento do adolescente aprendiz ao mercado de trabalho, para crianças, adolescentes e jovens em vulnerabilidade social, a fim de contribuir com o processo de formação para cidadania.