Fale Conosco

27 de novembro de 2017

Hospital de Trauma de João Pessoa realiza treinamento sobre o tratamento de lesões por pressão



Devido ao tempo de internação, muitos pacientes com dificuldades para se mover podem desenvolver úlceras na pele, por isso, o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena realizou a capacitação “Meios de tratamento de lesões por pressão”, ministrada pelo enfermeiro especializado em lesões cutâneas, Donato Barboza.

Com uma abordagem técnica e ilustrativa, ele explicou os métodos que podem ser adotados pelos profissionais para identificar, tratar e evitar, ou ao menos minimizar, o desenvolvimento dessas feridas. “Essas lesões ocorrem por falta da mudança de decúbito, ou seja, virar o paciente para um lado e para o outro, a cada duas horas, porque, se isso não é feito, de um dia para o outro ele pode aparecer com uma ferida”, ressaltou.

Além disso, o enfermeiro destacou que as lesões por pressão podem estender o tempo de recuperação do paciente, gerando também mais custos para as unidades de saúde. “É um tratamento de alto custo, existem aqueles que podem chegar a mais de 16 mil reais por mês, como os curativos a vácuo. Nas unidades de terapia intensiva, hoje é altíssimo o índice de lesões cutâneas, mais de 70% dos pacientes saem com algum tipo de ferida. Então isso tem uma importância significativa, de estarmos conscientizando e orientando as pessoas”, enfatizou.

A técnica de enfermagem, Maria da Penha de Lima, salientou que esse aprendizado beneficia não apenas os colaboradores, mas também os pacientes. “A prevenção de feridas é muito importante, então quanto mais a gente aprende, melhor para ajudar o paciente. Sou da Comissão de Pele e me deparo com muitas lesões por pressão, mas essa palestra abrange toda a equipe da enfermagem”, pontuou.